SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

PRÊMIO CNT DE PRODUÇÃO ACADÊMICA

Professores e alunos da UnB ganham Prêmio CNT

Trabalhos do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental e do Departamento de Ciência da Computação foram escolhidos entre quase 400 inscritos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2012 14:50 / atualizado em 08/11/2012 14:53

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) premiou três pesquisas da Universidade de Brasília no XXVI Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, realizado em Joinville (SC), entre 28 de outubro e 1º de novembro. Os trabalhos, cujos autores são professores e alunos do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental (Programa de Pós-Graduação em Transportes - PPGT/ENC) e do Departamento de Ciência da Computação (CIC), foram escolhidos entre quase 400 inscritos.

Organizado pela Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (ANPET), o congresso reúne profissionais de universidades, órgãos públicos e empresas privadas com interesse na área de transportes. O Prêmio CNT de Produção Acadêmica é entregue pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) desde 1996, para os dez melhores trabalhos acadêmicos selecionados, com a entrega de um diploma e a publicação do artigo premiado em livro próprio.

RECONHECIMENTO - Entre os premiados está a pesquisa da mestranda Márcia Lopes, do Programa de Pós-Graduação em Transportes (PPGT): Procedimento para avaliação de projetos de rodovias rurais visando a segurança viária. Para Márcia, a premiação foi uma surpresa: “O estudo foi demorado, o esforço foi maior e acho que este prêmio foi o reconhecimento de que valeu a pena. Foi muito gratificante”.

Segundo ela, o trabalho reuniu em um único documento vários elementos de projetos que estavam espalhados em diversos manuais e normas de órgãos rodoviários e foi analisado por consultores técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), do Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que o consideraram suficiente e sugeriram que o mesmo procedimento seja feito, no futuro, nas ciclovias que serão implantadas em rodovias federais.

A orientadora de Márcia, professora Maria Alice Prudêncio – do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da Faculdade de Tecnologia da UnB – reforça a satisfação da aluna. “Acho que o estudo é uma contribuição importante para o setor, porque propõe um procedimento para a avaliação de projetos de rodovias sob o enfoque da promoção da segurança viária e prevê uma aplicação prática. Este é um prêmio importante dentro da área e do contexto nacional e, sem dúvida, é o reconhecimento da aplicação do trabalho”, afirma Maria Alice.

Arquivo pessoal
 

SATISFAÇÃO - Outro premiado foi o estudante de doutorado Alexandre Silva, que contou com a colaboração do colega Ronny Medrano, também do Programa de Pós-Graduação em Transportes (PPGT), do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da UnB. A tese de doutorado de Alexandre - intitulada Estudo das relações entre o estilo de vida e a escolha modal: uma analise de classes latentes - propõe uma mudança de visão dentro da área, deixando de se considerar somente os fluxos e modos de transporte e passando a dar atenção para as pessoas, analisando o comportamento do indivíduo e como seu estilo de vida determina suas escolhas e necessidades. “Este prêmio vem reforçar o trabalho. Ele confirma a hipótese levantada no estudo e reconhece que a pesquisa estava no caminho certo. Estou muito satisfeito”, disse Alexandre.

Orientador do trabalho, o professor Pastor Willy Taco indica o motivo de o trabalho ter sido premiado: “Este é um estudo importante no contexto atual porque vem subsidiar as políticas de implantação da lei de mobilidade urbana”. O professor também destacou a relevância do prêmio. “Apesar de não ter valor pecuniário, este prêmio é um reconhecimento ao esforço dos alunos e mostra que a pesquisa feita na UnB está em um patamar que se equivale ao de outras tantas pesquisas internacionais. Este estudo do Alexandre, por exemplo, cria e consolida conceitos de comportamento do indivíduo em relação a sua mobilidade, relacionando teoria e prática e mostra o impacto direto nas escolhas dos modos de transporte por parte das pessoas. Isso tem uma relação direta com a lei de mobilidade que o nosso Estado vem implantando”, defende Taco.

O professor fez parte da banca e depois acompanhou o projeto final de graduação do aluno Marcelo Galvão, de Ciência da Computação na UnB. Orientado pelo professor Marcus Lamar, o projeto final de Marcelo - intitulado Desenho automático de mapas octalineares de rede transporte público utilizando algoritmo genético - foi o terceiro estudo da UnB a receber o prêmio CNT de Produção Acadêmica 2012.

ARTIGOS VENCEDORES - Para a coordenadora de Desenvolvimento em Transporte da CNT, Alyne Eloise Lang, a escolha dos trabalhos da UnB ocorreu por grande merecimento. “Posso dizer que os três trabalhos estavam muito bons, bem escritos, com objetivos claros, foram bem apresentados e cumpriram o que propunham”, afirmou Alyne. Membro do comitê avaliador, a coordenadora fez questão de destacar a iniciativa da CNT.  Segundo ela, o prêmio é uma ótima idéia para dar a atenção merecida aos trabalhos no setor de transportes. “Esperamos que o setor possa usufruir dos benefícios gerados pela Academia”, reforçou.

Como forma de homenagear o esforço de pesquisadores na busca por soluções tecnológicas, logísticas e de gestão para o setor, a Confederação Nacional do Transporte (CNT) reúne os melhores artigos científicos vencedores do Prêmio CNT de Produção Acadêmica No livro Transporte em Transformação. A intenção é que a iniciativa contribua efetivamente para a divulgação dos resultados de pesquisas no País. A publicação com os premiados da UnB será feita no congresso de 2013.

 

 

 

 

Tags:

publicidade

publicidade