SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Em busca do voto estudantil

As cinco chapas que disputam o comando do Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Brasília tentam conquistar o apoio e intensificar a participação dos 35 mil alunos. Eleição continua hoje nos quatro câmpus. Resultado será divulgado amanhã

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/12/2012 08:00 / atualizado em 06/12/2012 12:58

Manoela Alcântara

Marcelo Ferreira
Os estudantes da Universidade de Brasília (UnB) têm até a noite de hoje para escolher quem os representará durante o próximo ano. A expectativa da Comissão Eleitoral é que as eleições para Diretório Central dos Estudantes (DCE) atraiam mais votantes do que a consulta anterior, quando 5.782 alunos dos cerca de 35 mil foram às urnas. Ontem, as votações começaram em clima tranquilo. Embora a abertura de algumas urnas tenha atrasado cerca de 10 minutos, não foram registradas irregularidades pela comissão.

Às 8h, havia fila nos quatro câmpus, mas no decorrer do dia o movimento foi irregular. Os estudantes optaram por participar do pleito nos intervalos das aulas, sem tumulto. Seis chapas se inscreveram para participar da disputa, mas somente cinco lutam pelo DCE. A Chapa 2, a Troll, concorre somente a uma vaga na representação discente — aqueles que atuarão no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), no Conselho Universitário (Consuni) e no Conselho de Administração (Cade). Nas cédulas, os eleitores precisam fazer as duas opções.

Os grupos que concorrem à representação máxima dos alunos da UnB chegaram cedo à universidade. Os integrantes das cinco chapas votaram assim que as urnas foram aberta para, em seguida, intensificarem a campanha de última hora. Em vários pontos da instituição, havia um concorrente com panfletos em mãos. O discurso de convencimento também estava na ponta da língua. Ao ver um universitário passar, eles o abordavam e faziam questão de expor as propostas. Tudo dentro das regras do pleito. A Comissão Eleitoral proíbe somente a boca de urna a 10 metros dos locais de votação.

A chapa 1, Aliança Pela Liberdade, tem 140 membros e concorre à reeleição. Eles dividiram os integrantes nos 15 locais de votação instalados nos quatro câmpus. Renato Rabelo, 19 anos, integrante do grupo, chegou às 8h, votou e começou a trabalhar. “Estamos otimistas. Temos um bom retorno da nossa gestão. Voltamos o nosso trabalho para resolver os problemas internos da UnB. Quebramos a cultura de defender questões externas”, afirmou Rabelo.

As outras quatro chapas são oposição à atual gestão. Com ideais e propostas de esquerda, eles pretendem retomar um posto ocupado historicamente dentro da instituição. A chapa 3, Atitude Coletiva, pretende intensificar o movimento estudantil e lutar por uma educação mais popular e democrática. “Trabalhamos com a questão do direito do aluno de ter um câmpus de qualidade, além de boa formação acadêmica”, disse Guaçuimã Cruz, 18 anos, um dos que compõem o grupo.

Na chapa 4, Bloco de Rua, a palavra de ordem é democratizar a UnB. Dar acesso às estruturas internas e defender os ideais dos estudantes. “Temos um bom público na Faculdade de Saúde, em Ceilândia e em Planaltina. Se ganharmos, a nossa primeira ação será realizar um fórum com todas as entidades para debater questões que o atual DCE não conseguiu encaminhar”, afirmou Heitor Zanini, 20 anos, integrante da Bloco de Rua.

A chapa 5, Honestinas, está confiante na campanha feita pela internet e no corpo a corpo. “O movimento estudantil na UnB hoje é apático. Queremos mudar isso”, disse Hugo Fonseca, 19 anos. Entre as propostas está a criação de um outro estatuto do DCE. Com o ideal de servir os estudantes e atuar na melhoria da assistência estudantil, a chapa 6, Nada é Impossível de Mudar/Oposição Unificada ao DCE, é o maior grupo de oposição. “Não seremos um diretório que boicota greve. Vamos apoiar as reivindicações dos estudantes, realmente representá-los”, destaca Mayra Macedo, 26 anos, integrante do grupo.

 

Resultado amanhã
As eleições continuam hoje. Amanhã, será divulgado o resultado e a chapa eleita tomará posse em 11 de dezembro. Nesta quinta-feira, o horário de votação será das 8h às 22h30 no Câmpus Darcy Ribeiro, na Asa Norte. Nas faculdades de educação física e outras que não têm curso noturno, o pleito ocorre até as 18h30. No Gama e em Ceilândia, das 8h às 18h30. Ao todo, serão 60 mesários distribuídos em três turnos e 22 urnas cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) espalhadas por diversos pontos dos quatro câmpus.

Susto no banheiro Os alunos do Instituto de Psicologia levaram um susto no fim da tarde de terça-feira. Por volta das 18h, uma estudante informou a um professor que um homem estava observando as meninas por cima das cabines dos banheiros. Três docentes correram ao local e cercaram o suspeito. Eles imobilizaram o rapaz, segurando-o pela mochila. Porém, o rapaz deixou a bolsa para trás e escapou.

A segurança da UnB foi acionada e os profissionais da área fizeram uma vistoria do material. Dentro da mochila, encontraram CDs piratas e DVDs pornôs, preservativos, uma chave inglesa e um alicate de corte — materiais que podem ser utilizados para quebrar portas e cadeados de bicicletas. A universidade encaminhará a denúncia e os materiais apreendidos à Polícia Civil para investigação.

Ontem, um e-mail foi encaminhado para a comunidade a fim de alertar sobre a presença do rapaz. Estudantes e docentes relataram ter visto o suspeito anteriormente no câmpus, mas pensaram que ele cursava alguma graduação na instituição. O alerta pede ainda mais segurança no ICC. Procurada na tarde de ontem, a assessoria de imprensa da UnB não enviou resposta à reportagem até o fechamento desta edição. (MA)

Tags:

publicidade

publicidade