SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Trabalho aprova criação de programa de residência para recém-formados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/01/2013 16:57 / atualizado em 08/01/2013 17:00

Agência Câmara

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 2814/11, do deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), que institui programa de formação profissional em nível de pós-graduação mediante treinamento em serviço, semelhante às residências médicas.

O programa se destinará aos profissionais de nível superior recém-graduados, que participarão de cursos sob a responsabilidade de instituições previamente credenciadas, responsáveis também pelo processo seletivo.

O relator, deputado André Figueiredo (PDT-CE), recomendou a aprovação. Segundo ele, o projeto é um benefício para o profissional recém-formado, que tem a oportunidade de adquirir experiência na sua área de atuação, mediante treinamento e qualificação, além do título de especialista.

“Sem dúvida, tais profissionais, praticando o que aprenderam ao longo da graduação, sob a orientação e avaliação de profissionais experientes, agregarão valor à sua formação e terão mais oportunidades de inserção no mercado de trabalho”, afirmou.

Regras
Se admitido no programa, o recém-graduado terá anotado em sua matrícula a condição de profissional de nível superior em cumprimento de curso de pós-graduação mediante treinamento em serviço; o nome da instituição responsável pelo desenvolvimento do programa; a data de início e a de término do curso (estabelecida em no máximo dois anos); e o valor da bolsa paga pela instituição.

Os participantes terão direito a bolsa correspondente à prevista para médicos residentes em regime especial de treinamento em serviço com 60 horas semanais. Eles também serão segurados obrigatórios da Previdência Social e terão garantidas as licenças paternidade ou maternidade, além de uma folga mensal e 30 dias consecutivos de descanso por ano.

Ainda segundo o projeto, a instituição responsável pela execução do programa oferecerá ao profissional alimentação e moradia, se necessário. Ao fim do curso, os participantes receberão títulos de especialistas.

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será ainda analisado pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Tags:

publicidade

publicidade