SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Faculdade de direito da UnB abre sindicância para investigar pichações

Mensagem homofóbica foi gravada dentro do Centro Acadêmico da Faculdade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/01/2013 20:15

O diretor da Faculdade de Direto da UnB, George Galindo, afirmou nesta quarta-feira (10) que uma comissão de sindicância foi criada dentro da instituição para apurar as pichações de caráter homofóbico que foram feitas no Centro Acadêmico de Direito (Cadir).

Em nota assinada por Galindo, a direção da Faculdade manifestou repúdio e garantiu que "o ato é injustificável sob qualquer ponto de vista e deverá ser devidamente punido". Segundo o diretor,um pedido de tomada de providências já foi encaminhado ao reitor Ivan Camargo e poderá contar com o auxílio da Polícia Civil e Federal.

Leia a nota na íntegra:

Nota de repúdio

A Direção da Faculdade de Direito vem expressar seu absoluto repúdio a pichações ocorridas na sededo Centro Acadêmico de Direito (Cadir), situado no prédio da Faculdade de Direito, divulgadas amplamente na imprensa. O conteúdo das inscrições agride de maneira brutal a dignidade de grupos e de qualquer indivíduo que se paute minimamente pelos valores da diversidade e do respeito mútuo ao gênero humano. O ato é injustificável sob qualquer ponto de vista e deverá ser devidamente punido. Assinamos ato de instauração de comissão de sindicânmcia para apurar os fatos assim como entramos em contato diretamente com o reitor para que sejam tomadas as medidas cabíveis do ponto de vista civil e criminal contra os responsáveis pelos atos de intolêrância. Reiteramos o apoio irrestrito ao Cadir nesse lamentável evento.

George Rodrigo Bandeira Galindo - Diretor da Faculdade de Direito.


Confira a nota aqui. 

Tags:

publicidade

publicidade