SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

UnB oferece fonoaudiologia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/04/2013 19:00 / atualizado em 05/04/2013 11:16

Ana Pompeu

O edital do 2° vestibular de 2013 da Universidade de Brasília (UnB) confirmou as mudanças nas provas, adiantadas pelo Correio esta semana. O documento, divulgado na noite da última quarta-feira, traz a redução do peso das questões discursivas na correção do exame. As questões tipo D deixaram oficialmente de ser eliminatórias e passaram ao status de classificatórias. Isso significa que os estudantes sem pontuação nesses itens não serão automaticamente desclassificados. A instituição oferece, nesta edição do certame, 4.219 vagas em 97 cursos de graduação.

As oportunidades estão distribuídas nos quatro câmpus da universidade, Darcy Ribeiro (Asa Norte), Ceilândia, Gama e Planaltina. Do total, 850 serão destinadas ao sistema de cotas para negros e outras 556 para alunos de escolas públicas. Até o primeiro semestre, a UnB tinha 96 cursos. Pela primeira vez, o câmpus de Ceilândia vai oferecer a graduação em fonoaudiologia, com 35 vagas. O decano de Ensino de Graduação, Mauro Rabelo, informou, por meio do site do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da UnB (Cespe), que a unidade da instituição na cidade começou o ano com uma nova estrutura de salas de aula e de laboratórios.

Para o 2º Vestibular de 2013, a universidade alterou os critérios de avaliação. A nota total obtida no conjunto dos itens do tipo D deixa de ser fator de eliminação. No entanto, o Cespe garante que não há mudanças na elaboração dos textos e perguntas. Além disso, estão mantidas as características pedagógicas. Até o edital anterior, os candidatos precisavam alcançar 20% da pontuação total das questões para ter o restante da prova corrigida.

A mudança, segundo a direção da UnB, é uma forma de diminuir o número de vagas ociosas depois da divulgação dos resultados. Na última edição do Programa de Avaliação Seriada (PAS), a primeira com cotas sociais, apenas 100 das 305 vagas acabaram preenchidas. No total de 2.092 oportunidades, foram aprovados 1.417 alunos, ou seja, 675 vagas — inclusive do sistema universal — deixaram de ser ocupadas.

Além das mudanças nas provas, os candidatos que optarem por concorrer pelo sistema de cotas para negros também devem ficar atentos à inclusão de uma nova etapa no processo de validação da inscrição. Depois da prova objetiva, eles devem agendar a entrevista pessoal com a banca examinadora no site do Cespe. Caso percam o prazo, passam a disputar pelo sistema universal. Na data da entrevista, é preciso levar documento original de identidade.

O período de inscrições será de 11 a 25 de abril. Aqueles que pleiteiam uma vaga em cursos que exigem certificado de habilidade específica também devem assinalar a participação no teste. Os vestibulandos farão as provas em 1° e 2 de junho. Em 7 e 8 de junho, os candidatos do sistema de cotas devem marcar a entrevista pessoal. Mais informações sobre o exame podem ser consultadas no site www.cespe.unb.br/vestibular/vestunb_13_2 ou na Central de Atendimento do Cespe-UnB, de segunda a sexta, das 8h30 às 19h, na sede do Cespe, no câmpus Darcy Ribeiro, ou pelo telefone (61) 3448-0100.

Obrigatoriedade

A entrevista pessoal ocorrerá exclusivamente em Brasília. A previsão é que sejam feitas em 15 e 16 de junho. Ela será filmada e o candidato que recusar a ser submetido à gravação será eliminado do sistema de cotas para negros e passará a concorrer no sistema universal. Quem já teve a inscrição homologada em vestibulares anteriores será dispensado dessa etapa.
Tags:

publicidade

publicidade