SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Alunos do IFB fazem protesto para que resultado de eleição seja mantido

Justiça pediu anulação de votos na primeira eleição para diretoria do câmpus de Planaltina

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/06/2013 16:56 / atualizado em 18/06/2013 20:28

Nadjara Martins/Esp. CB/DA Press
A 7ª Vara de Justiça do Distrito Federal pediu, na última segunda-feira (17/6), a anulação de parte dos votos da eleição para a diretoria do câmpus de Planaltina do Instituto Federal Brasília (IFB). Na votação, que ocorreu em 11 de junho, 44 servidores do Governo do Distrito Federal que integram o quadro de técnicos do instituto participaram, mas, de acordo com a normas de criação do IFB, eles não poderiam ter votado.

O Conselho Superior do IFB se reuniu na tarde desta terça-feira (18/6) para deliberar sobre a questão. A decisão judicial pede que a eleição seja anulada caso os votos dos servidores do GDF mudem o resultado final.

O problema é que os servidores do GDF votaram nas mesmas urnas que os demais técnicos e não é possível distinguir os votos deles. “O que os alunos vão fazer agora? Não aceitamos nem interventor nem que cancelem as eleições. Se cancelarem, nós vamos fazer novas manifestações”, afirma o estudante do ensino técnico integrado de agropecuária David Nasárioa, 18 anos.

Ao fim da reunião, por volta das 19h30, o Conselho Superior decidiu por unanimidade não nomear um interventor para o câmpus de Planaltina. Segundo o reitor do IFB, Wilson Conciani, o instituto irá acatar o resultado oficial do pleito por entender que não há como avaliar quais votos foram do GDF e quais foram dos servidores da casa.

“Quais resultados isso irá trazer para o instituto só o juiz poderá decidir. Nós corremos um risco quando o comitê eleitoral acatou o voto dos servidores, mas estávamos considerando a história deles com o instituto”, justifica o reitor.

Foi convocada uma nova reunião para a próxima quinta-feira (20/06), às 15h, para que o Conselho Superior acolha os resultados oficiais.  A previsão é que o candidato André Melo seja empossado nesta sexta-feira (21/06). Até lá, o câmpus de Planaltina continuará sendo administrado pela atual diretora, a professora Marcia Maria dos Santos.

Essa foi a primeira eleição para diretoria de um câmpus do IFB com participação da comunidade acadêmica. Nos primeiros cinco anos de funcionamento dos câmpus, a indicação é feita diretamente pelo Ministério da Educação.
Nadjara Martins/Esp. CB/DA Press

publicidade

publicidade