SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Conselho de graduação da USP aprova bônus para negros, pardos e índios

Novo modelo de inclusão social da instituição ainda precisa ser aprovado pelo Conselho Universitário para entrar em vigor

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/06/2013 14:33 / atualizado em 28/06/2013 16:16

Gustavo Aguiar

O Conselho de Graduação da Universidade de São Paulo (USP) aprovou ontem (27) a criação e a ampliação de bônus para estimular o ingresso de estudantes da rede pública de ensino na universidade estadual por meio do Programa de Inclusão Social da USP (Inclusp). As mudanças ainda não são definitivas, e devem passar pela aprovação do Conselho Universitário antes de ser implementado. A previsão é que isso ocorra antes do próximo vestibular.

Uma novidade do plano é a criação de um novo grupo de beneficiados pelos bônus – pretos, pardos e indígenas (PPI) que tenham realizado integralmente o ensino básico em escolas públicas – que poderão receber até 5% de bônus adicional, dependendo do desempenho na prova da primeira fase da Fuvest.

A meta da instituição é ampliar a quantidade de alunos oriundos de escolas públicas. A previsão é de que até 2018, 50% dos alunos matriculados em cada curso e em cada turno que tenha cursado integralmente o ensino médio em instituições de ensino do Estado. Entre estes, o objetivo é alcançar o mesmo percentual de de pretos, pardos e indígenas verificado pelo último censo demográfico do IBGE.

De acordo com o novo modelo, os bônus do Inclusp, voltado para alunos oriundos de escolas públicas, poderão chegar a até 25%, dependendo do grupo em que candidato se inserir e o desempenho dele na prova da primeira fase do Vestibular da Fuvest. Hoje, essa porcentagem pode chegar a até 15%.

Confira no quadro abaixo as mudanças propostas:
Candidato Bonificação atual Nova bonificação proposta
Aumento do bônus Inclusp Ensino Médio - aluno que cursou ou esteja cursando ensino médio em escola pública Até 8% Até 12%
Aumento do bônus Inclusp Ensino Básico - aluno que cursou ensino fundamental na rede pública e tenha cursado ou esteja cursando, integralmente, o ensino médio em escola pública. Até 8% Até 15%
Aumento do Bônus PASUSP - concedido a candidato que cursou integralmente o ensino fundamental na rede pública e que esteja cursando o 2º ou 3º ano do Ensino Médio em escolas públicas. Até 15% Até 20%
Criação do Bônus PPI –EB: candidato inscrito no vestibular na condição de Inclusp Ensino Básico e que se declararem pretos, pardos e indígenas. - Até 5%


Novas chances

O Conselho de Graduação aprovou ainda outras três medidas: além das mudanças no sistema de bônus do Inclusp, a instituição prevê a criação do Programa de Preparação para o Vestibular da USP, o aperfeiçoamento do Programa Embaixadores USP e a ampliação dos locais de prova da Fuvest no Estado de São Paulo.

O programa de Preparação para o Vestibular oferecerá reforço escolar para os alunos da rede pública que, tendo prestado o vestibular da Fuvest, foram bem classificados, mas não conseguiram ingressar na Universidade.

No projeto Embaixadores USP, existente desde 2007, alunos e professores da Universidade visitam escolas públicas para fornecer informações, esclarecer dúvidas e incentivar os estudantes a prestarem o Vestibular. Com a nova proposta, o contingente de “embaixadores” poderá ser aumentado com a participação dos funcionários dos setores acadêmicos.

Essa atividade poderá ser reconhecida academicamente e constar no histórico escolar do aluno embaixador. Será criado o “Prêmio Inclusp”, que será oferecido às escolas públicas que inserirem o maior número de alunos nos cursos da Universidade. O prêmio será anual e consistirá em um diploma de reconhecimento da USP.
Tags:

publicidade

publicidade