SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Exame de revalidação recebe inscrições até esta terça-feira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/07/2013 16:01

Termina nesta terça-feira, 30, o prazo para a inscrição on-line no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida) de 2013. O exame é feito por médicos estrangeiros interessados em trabalhar no Brasil e por brasileiros que tenham obtido o diploma no exterior.

O Revalida será realizado em 25 de agosto próximo, em Brasília, Rio Branco, Manaus, Salvador, Fortaleza, Campo Grande, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. Para esta edição, o exame tem a adesão de 37 universidades públicas.

De acordo com o edital, o participante escolherá a cidade na qual fará a primeira etapa do exame. A segunda deve ser realizada em Brasília. A primeira fase é composta de 110 questões de múltipla escola e por cinco discursivas. Na segunda etapa serão avaliadas as habilidades clínicas — os participantes simulam situações reais de atendimento médico.

Para fazer a inscrição, o participante precisa ser brasileiro ou estrangeiro em situação legal de residência no Brasil, deve ter o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e diploma médico autenticado por autoridade consular brasileira e expedido por instituição de educação superior estrangeira reconhecida no país de origem. Com exceção dos naturais de países cuja língua oficial seja o português, o candidato aprovado deve apresentar à instituição de educação superior responsável pela revalidação o Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras), nível intermediário superior.

A inscrição deve ser feita on-line, na página do Revalida na internet, até as 23h59 desta terça-feira, 30, pelo horário oficial de Brasília. O Edital do Inep nº 1, com as regras da Revalida de 2013, foi publicado no Diário Oficial da União do dia 15 último, seção 3, páginas 67 e 68.
Tags:

publicidade

publicidade