SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mais médicos »

Médicos estrangeiros começam a ser capacitados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/08/2013 13:57 / atualizado em 26/08/2013 14:00

Diário de Pernambuco

Teve início na manha de hoje capacitação dos médicos estrangeiros que chegaram a Pernambuco por conta do progama Mais Médicos. Os módulos sobre a saúde pública brasileira e língua portuguesa, sob a coordenação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e do Ministério da Saúde, serão desenvolvidos ao longo de três semanas no campus da universidade em Vitória de Santo Antão, na Mata Sul. Se aprovados, eles começarão a trabalhar em setembro.

 

Os trabalhos estão sendo coordenados pelo professor da UFPE Rodrigo Cariri. A capacitação dos médicos, segundo o representante do MS em Pernambuco, Carlos Sena, inclui o estudo das técnicas sanitárias brasileiras. Entre os assuntos a serem estudados constam o funcionamento do Programa Saúde da Família (PSF) e o calendário de vacinação. Os módulos, complementou Sena, terão aulas de história de Brasil.

Esses treinamentos envolverão também os 19 médicos de outros países, como Espanha e Itália, que desembarcaram no Recife desde sexta-feira para atuar no Mais Médicos.No sábado e ontem, 96 profissionais cubanos desembarcaram na capital pernambucana. Eles integram o grupo de 400 médicos que vão atuar na primeira etapa do programa Mais Médicos, cujo objetivo é atender comunidades sem médicos. Nessa fase, 701 cidades serão atendidas, sendo 31 de Pernambuco. A vinda dos cubanos foi viabilizada por um acordo entre o Ministério da Saúde (MS) e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), subordinada à Organização Mundial de Saúde (OMS).


Brasil - O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, faz esta manhã, em Brasília, a abertura do módulo de acolhimento e avaliação dos profissionais estrangeiros inscritos no Programa Mais Médicos. Durante três semanas, os médicos formados no exterior que participam desta primeira etapa do programa terão seus conhecimentos em saúde pública brasileira e língua portuguesa avaliados. A aprovação nesta etapa é condição para que recebam o registro profissional provisório e comecem a atender a população nos municípios.  

Lançado no dia 8 de julho pela presidenta da República Dilma Rousseff, o Programa Mais Médicos visa ampliar o número de profissionais nas regiões carentes, como os municípios do interior e as periferias das grandes cidades.

Até o final do ano devem chegar ao Brasil 4 mil médicos cubanos. A maioria deve trabalhar nos 701 municípios que não despertaram interesse de profissionais inscritos voluntariamente no Mais Médicos. Esses municípios têm baixo índice de desenvolvimento humano (IDH). Norte e Nordeste serão as regiões mais atendidas, como 591 cidades.

Tags:

publicidade

publicidade