SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Em Londrina, espetáculos são acessíveis à comunidade escolar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/10/2013 16:41 / atualizado em 21/10/2013 16:48

Renato Forin Jr/Secretaria municipal de Educação
No norte do Paraná, o município de Londrina incentiva o amor pela dança a partir da realização de atividades nas escolas. Dois projetos abrem oportunidades de contato de estudantes e demais integrantes da comunidade escolar com espetáculos de dança e possibilitam o surgimento de talentos.

Os projetos Dança nas Escolas e Iniciação à Dança são desenvolvidos pela Fundação Cultura Artística de Londrina (Funcart), em parceria com a Secretaria de Cultura do município. Eles atendem estudantes, coordenadores pedagógicos e professores da educação infantil e do ensino fundamental. “O Dança nas Escolas oferece a oportunidade de contato com as linguagens artísticas, especificamente a dança, sob as esferas do fazer, do conhecimento e da apreciação artística, além de identificar novos talentos para o exercício da dança”, explica a professora Patrícia Alzira Proscêncio, coordenadora dos projetos.

Desenvolvido em quatro etapas, com duração total de oito dias, o Dança nas Escolas é um projeto itinerante, realizado em cinco unidades de ensino da rede municipal a cada ano. Na visão da diretora da Escola Municipal Professora Ruth Lemos, Ivanete da Silva Teixeira, o projeto garante aos estudantes benefícios como conhecimento musical e corporal, gosto pela música e pela dança, bem como a elevação da autoestima. “A dança como prática pedagógica favorece a criatividade e o processo de construção de conhecimento”, destaca Ivanete. Há 19 anos no magistério, ela é graduada em educação física, com pós-graduação em gestão escolar e em supervisão e orientação escolar.

Em uma primeira etapa, o projeto promove uma oficina teórica e prática com professores da escola. Na segunda, desenvolve oficinas com todos os alunos da escola sobre formação, profissão e dia a dia da vida de um bailarino profissional. Também são tratados os temas das apresentações nos espetáculos. “Esse procedimento, além de fortalecer o trabalho da direção na formação de plateias, oferece conteúdos importantes quanto às possibilidades de uso da dança no cotidiano escolar através de atividades práticas”, enfatiza Patrícia.

Na terceira etapa, ocorrem as apresentações de dança em cada escola. Segundo a coordenadora, as apresentações têm sido uma novidade dentro do espaço escolar, tanto para os adultos quanto para as crianças. “Em todas as escolas visitadas, o momento da apresentação torna-se mágico”, afirma Patrícia.

Na quarta etapa, são realizadas as oficinas práticas de dança, com aulas de balé clássico em nível iniciante. Podem participar estudantes interessados em concorrer a bolsas de estudos para o curso de dança clássica na Escola Municipal de Dança da Funcart. São selecionados estudantes entre 8 e 12 anos de idade. “Há um total de 40 bolsas de estudos a serem distribuídas, somadas as escolas pelas quais o projeto passará”, diz a coordenadora.

Iniciação
Enquanto o Dança nas Escolas tem como foco principal a apreciação, o Iniciação à Dança envolve diretamente os alunos na prática artística. Realizado ao longo do ano em quatro escolas do município o projeto proporciona aulas de dança no turno oposto ao das aulas regulares. Ele teve origem em 2001, quando professores da Escola Municipal de Dança começaram a dar aulas de balé clássico, dança contemporânea e jazz na periferia de Londrina como instrumento de reinserção social para crianças em condição de risco.

A partir de 2011, o projeto passou por transformações. Entre os objetivos estão explorar a realidade, o contexto e o repertório de movimento das crianças e introduzir ritmos de dança e música ainda não conhecidos por elas. Nessa segunda fase, foi realizado em oito escolas, com a participação de cerca de 800 estudantes.

Professora de dança na Funcart desde 2001, Patrícia desenvolve as disciplinas de corpo e movimento, artes visuais e musicalização. Com formação em dança clássica e contemporânea, ela atuou como bailarina do Balé de Londrina de 1993 a 2006. Graduada em geografia, com mestrado em educação, faz graduação em pedagogia. Além da Escola Municipal de Dança, a Funcart mantém a Escola de Teatro, o Balé de Londrina e o Circo Teatro Funcart, espaço cênico para realização de espetáculos.
Tags:

publicidade

publicidade