SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Inpa lança serviço de computação em nuvem para comunidade acadêmica

Previsão é que o sistema entre em operação até o primeiro trimestre de 2014

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2013 16:02

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) apresentaram, nessa terça-feira (5), o projeto piloto Centro de Dados Compartilhados (CDC), que realizará um serviço de computação em nuvem para a comunidade acadêmica, mais flexível e seguro do que os oferecidos por empresas estrangeiras. Os recursos do projeto provêm dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC), com apoio da empresa chinesa Huawei, que doou parte dos equipamentos ao governo brasileiro. A previsão é que o sistema entre em operação até o primeiro trimestre de 2014. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Ifpe) recebeu projeto piloto similar de CDC em julho. O diretor do Inpa, Adalberto Val, disse que o equipamento vai melhorar o sistema de computação na região. %u201CNós vamos trabalhar com um sistema integrado de computadores da RNP em todo o Brasil, de tal forma que teremos um otimizado em nuvem para fazer o tratamento dos dados que coletamos sobre a Amazônia. Damos um passo extremante importante com esse projeto%u201D, comentou. A infraestrutura, que será instalada no Campus 1 do instituto, contará com dois contêineres de sistemas (hardware e software) de energização, refrigeração, rede, monitoramento e armazenamento de dados. Para o diretor de Serviços e Soluções da RNP, José Luiz Ribeiro Filho, o CDC beneficiará os pesquisadores. %u201CBuscamos o que está disponível de moderno no mercado hoje, para que possamos trazer pesquisadores e projetos para serem hospedados nessa infraestrutura e, com isso, beneficiar a Região Norte compartilhando informações daqui com pesquisadores do País inteiro%u201D, ressaltou. A RNP Qualificada como uma Organização Social (OS), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) é ligada ao MCTI, responsável pelo Programa Interministerial RNP, que conta com a participação dos ministérios da Educação (MEC), da Saúde (MS) e da Cultura (MinC). Pioneira no acesso à Internet no Brasil, a RNP planeja e mantém a rede Ipê, a rede óptica nacional acadêmica de alto desempenho. Com Pontos de Presença em 27 unidades da federação, a rede tem mais de 800 instituições conectadas. São aproximadamente 3,5 milhões de usuários usufruindo de uma infraestrutura de redes avançadas para comunicação, computação e experimentação, que contribui para a integração entre o sistema de Ciência e Tecnologia, Educação Superior, Saúde e Cultura. Fontes: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tags:

publicidade

publicidade