SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Chamada pública incentiva mulheres a optarem por ciências exatas

Professores e pesquisadores têm até 18 de novembro para apresentar os projetos, que devem atender estudantes de escola pública

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/11/2013 12:48

O governo federal recebe, até 18 de novembro, propostas de professores universitários ou pesquisadores que estimulem as mulheres a optarem por carreiras nas áreas de ciências exatas, engenharia e computação. Estão previstos R$ 11 milhões para serem investidos em projetos sobre o tema. A iniciativa é da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Petrobrás. %u201CA ideia é despertar o interesse das meninas por carreiras nas áreas de exatas, pois a maioria faz opção por ciências humanas ou profissões voltadas para a saúde%u201D, explica a secretária nacional de Articulação Institucional da SPM, Vera Soares. A equipe das iniciativas será composta por professores ou pesquisadores, alunas do ensino médio e universitárias. A chamada pública %u201CMeninas e Jovens Fazendo Ciências Exatas, Engenharias e Computação%u201D prevê uma bolsa de estudos para cada integrante do grupo. %u201CQueremos mostrar que as meninas podem e são capazes de atuar nessas áreas%u201D, acrescenta a secretária. O público alvo é formado por estudantes do sexo feminino de escolas públicas. A expectativa de Vera Soares é receber propostas que contemplem as cinco regiões brasileiras. Entre os critérios para seleção pela comissão julgadora consta a qualidade do projeto, mas inclui também critério de representação regional. A escolha dos vencedores deve ocorrer até o final do ano. Fonte: Secretaria de Política para as Mulheres
Tags:

publicidade

publicidade