SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Servidores da UnB farão assembleia para discutir greve nesta terça-feira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/11/2013 19:52 / atualizado em 18/11/2013 20:02

Mariana Niederauer

Os servidores técnico-administrativos da Universidade de Brasília (UnB) se reunirão em assembleia, nesta terça-feira (19/11), para discutir o rumo da greve, iniciada na semana passada. O encontro está marcado para as 9h30, no prédio da Reitoria. A categoria pede a manutenção da jornada de trabalho reduzida de seis horas. A universidade determinou a volta da jornada normal de 40 horas a partir de janeiro do ano que vem.

Durante a paralisação, de acordo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE), o Restaurante Universitário (RU) e a Biblioteca Central (BCE) permanecerão abertos. No RU, dois refeitórios vão funcionar, por isso, os usuários devem enfrentar filas maiores. A BCE, que chegou a ser fechada no fim de semana, funcionará normalmente a partir desta terça e abrirá às 7h. A direção informou, por meio do site oficial, que não será cobrada multa pelo período em que o local ficou fechado.

Reivindicação
Os servidores embasam a reivindicação da jornada de seis horas diárias numa determinação do Decreto nº 1.590, de 1995, que define que "quando os serviços exigirem atividades contínuas de regime de turnos ou escalas, em período igual ou superior a doze horas ininterruptas, em função de atendimento ao público ou trabalho no período noturno, é facultado ao dirigente máximo do órgão ou da entidade autorizar os servidores a cumprir jornada de trabalho de seis horas diárias e carga horária de trinta horas semanais, devendo-se, neste caso, dispensar o intervalo para refeições.
Tags:

publicidade

publicidade