MEC vai suspender o vestibular de mais de 200 cursos no próximo ano

Percentual de cursos com desempenho ruim caiu pela metade em três anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/12/2013 15:15 / atualizado em 02/12/2013 19:15

Grasielle Castro /Correio Braziliense , Mariana Niederauer

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta segunda-feira (2/12), os indicadores de qualidade de cursos e instituições de educação superior. De acordo com os dados nacionais, o percentual de cursos superiores com desempenho considerado insatisfatório - nota 2 no Conceito Preliminar de Cursos (CPC) - caiu pela metade em três anos, passou de 26,4% em 2009 para 11,8% em 2012. No total, foram avaliados 8.184 cursos e 1.762 instituições de ensino superior em 2012.

Mesmo assim, o MEC anunciou que fechará o vestibular de mais de 200 cursos por não terem melhorado com relação à avaliação anterior. A lista com os nomes dessas instituições só será divulgada na quinta-feira (5). O maior número de cursos ainda está concentrado na nota 3 (48,4%) e apenas 1,5% alcançaram a nota máxima, de 5 pontos. Outras 16,3% ficaram sem conceito. Neste ciclo, foram avaliados os cursos de humanidades: administração, ciências contábeis, ciências econômicas, design, comunicação social, direito, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo e turismo, além dos cursos superiores de tecnologia das áreas de gestão comercial, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais.

A avaliação é baseada na análise das condições de ensino, em especial aquelas relativas ao corpo docente, às instalações físicas, ao projeto pedagógico e ao resultado dos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Para o ministro o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a redução no número de cursos com desempenho insatisfatório se deu por causa da exigência maior do ministério nesse primeiro quesito, o corpo docente. Segundo ele, o número de professores com título de mestrado e doutorado aumento nas instituições públicas e particulares de enisno. "Tivemos uma importante melhora quando analisamos o ciclo das universidades de 2009 a 2012, toda a curva se move em direção à qualidade", afirmou o ministro.

Outro dado divulgado pelo ministério foi o Índice Geral de Cursos (IGC), relativo a 2012. Esse índice também varia de 1 a 5 pontos e notas menores do que 3 são consideradas insatisfatórias. O IGC é resultado da média ponderada do CPC em combinação com o resultado do Enade, que mede o desempenho dos estudantes.

Este ano, 17,2% das instituições avaliadas tiveram desempenho insatisfatório. Entre as sanções previstas para esses casos estão o congelamento e a redução do número de vagas. "No ano passado, as instituições reincidentes nas áreas de engenharia e exatas tiveram a autonomia impedida. Reduzimos e congelamos vagas entre outras medidadas de regulação", disse.
Tags: