SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Rede terá R$ 163,9 milhões para serviços de atenção à saúde

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/12/2013 18:21

As 47 unidades da rede de hospitais universitários do país contarão com R$ 163,9 milhões para atividades de atenção à saúde. Os recursos serão aplicados na aquisição de insumos para este fim de ano e início do próximo.

O repasse está previsto pelo Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), executado em parceria pelos ministérios da Educação e da Saúde e coordenado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao MEC. Criado em 2010, o programa investiu desde então mais de R$ 2,25 bilhões na aquisição de equipamentos e insumos para os hospitais-escola e na recuperação física e tecnológica das unidades.

Por meio da Ebserh, hospitais-escola vinculados à Universidade Federal da Bahia (UFBA) promoverão concursos públicos para a contratação de profissionais de diferentes especialidades. Portarias nesse sentido foram publicadas na quarta-feira, 11, do Diário Oficial da União.

As contratações permitirão a regularização de parte da força de trabalho que hoje atua nos hospitais e possibilitarão a ampliação e a qualificação da oferta de serviços à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A Maternidade Climério de Oliveira, hoje com 344 funcionários, passará a contar com 947 profissionais. O Hospital Universitário Prof. Edgar Santos, de 1.669 profissionais, terá 2.608.

Os admitidos nos concursos públicos serão contratados pela Ebserh sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), com plano de cargos, carreiras e salários da empresa.

Parceria

Também na quarta-feira, 11, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) firmou contrato de parceria com a Ebserh para a administração do Hospital das Clínicas. Com o acordo, será elaborado plano conjunto de reestruturação da unidade. Caso seja identificada a necessidade de contratação de profissionais, serão realizados concursos públicos e processos seletivos.

Para o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro de Freitas Dourado, o hospital pode agora prestar serviços adequados à população. “O contrato permite que o hospital continue como instituição pública, com a missão de formar recursos humanos, prestar assistência à saúde e atuar como área de pesquisas estratégicas na saúde”, disse. “Todas as condições que sempre defendemos, de um hospital universitário com essas características, estão garantidas.”

De acordo com Dourado, a contratação de pessoal por meio de concurso público possibilitará a ampliação do número de leitos, a melhora da infraestrutura e a inauguração da emergência do hospital.
Tags:

publicidade

publicidade