SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Aluno consegue liminar na Justiça para retirada de diploma na Gama Filho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/02/2014 14:41

O estudante de medicina Aaron Alarcon Novillo, 25 anos, obteve liminar da Justiça Federal para retirar o diploma de graduação na Universidade Gama Filho, descredenciada pelo Ministério da Educação (MEC) em janeiro deste ano. O documento é indispensável para que ele consiga o registro profissional e comece a residência médica na Universidade Federal de Espírito Santo, cuja matrícula deve ser concluída até 12 de fevereiro. De acordo com Novillo, outros alunos também não conseguem retirar o diploma. "Antes do descredenciamento, a Gama Filho passou para a comissão de formatura um e-mail que estaria a dispor dos alunos para resolver essas e outras questões, como a entrega do histórico escolar e colação de grau. Nunca recebemos nenhuma resposta por parte da universidade", explica o estudante. A ação foi recebida pela 5ª Vara Federal do Rio de Janeiro. A liminar determina, que após a intimação, a universidade tem dois dias para emitir o diploma, sob pena de multa. O advogado Victor Travancas disse que o descredenciamento da universidade não deveria atrapalhar a conclusão da graduação dos estudantes. "O MEC precisa retomar o papel fiscalizador para que os graduandos não se sintam ainda mais lesados com essa situação."
Tags:

publicidade

publicidade