SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

UnB inicia polo em Cavalcante

Município goiano de 9 mil habitantes receberá curso de Pedagogia por meio do Programa de Educação a Distância

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/03/2014 19:32

Agência UnB

Cavalcante de Goiás comemora nesta sexta-feira (7) o início da primeira turma de curso superior na cidade. Por meio do Programa de Educação a Distância (EaD), a Universidade de Brasília (UnB) irá oferecer inicialmente o curso de Pedagogia para 28 alunos. Saiba mais sobre essa modalidade de ensino e suas formas de acesso.

O ensino de graduação terá cinco anos, e a responsável pelo acompanhamento desta turma será Monique Gomes, coordenadora do Polo de Apoio Presencial de Cavalcante. Ela ressalta a importância desta classe pioneira para o município, onde antes não havia opção de curso superior. No geral, quando os alunos se formam no ensino médio, vão estudar fora, principalmente em Brasília e Goiânia, e por lá se instalam. “Dificilmente, vemos estes discentes retornarem para colaborar com crescimento do município”, disse.

Monique cita a si própria como exemplo. “Em 2000, fui para Goiânia onde me formei em Letras e fiz uma pós em Administração Escolar. Somente em 2013, surgiu a oportunidade de assumir um cargo na Secretaria de Educação de Cavalcante”. Agora em 2014, ela deixou a secretaria para assumir a coordenação do Polo de Apoio Presencial e assumiu também a frente do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) na cidade.

Sobre a evasão dos alunos em idade universitária, a coordenadora do polo diz que essa situação expõe uma realidade que os moradores do município esperam diminuir. “Quando os alunos vêm de famílias mais abastadas, são sustentados pelos pais em outra cidade; quando não, para estudar, muitos trabalham em serviços domésticos que lhes dão apenas alimentação e moradia”, relatou.

Hoje, explica Monique, o esforço conjunto de toda a cidade é trazer novos cursos ao Polo de Apoio Presencial para consolidar a ideia de que os alunos não precisam mais sair da cidade em busca da excelência no ensino.

O MUNICÍPIO
Com uma população 9.392 habitantes, Cavalcante teve, em 2012, segundo o Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE), 225 matrículas registradas no nível pré-escolar, 2.108 no ensino fundamental e 377 no ensino médio.

Ainda com informações de Monique Gomes, depois de formados no ensino básico, os principais interessados em obter ensino superior no município são os professores das áreas rurais, principalmente da comunidade dos Calungas, que por serem remanescentes de quilombolas, possuem incentivos governamentais.

Monique conta que a primeira opção de ensino superior mais próxima do cavalcantense foi nos idos de 2000, quando Campos Belos (GO), 113 Km distante, ofertou um curso de Pedagogia. Em 2007, chegou a vez de Alto Paraíso de Goiás, onde a UnB oferta, por meio da EaD, os cursos de Pedagogia, Letras, Português, Educação Física e Biologia.

Em 2011, a instituição inaugurou um campus na cidade, o Centro UnB Cerrados, onde são oferecidos os cursos nas áreas de Agroecologia e Jardinagem; Comunicação e Informação; Montagem e Recuperação de Eletroeletrônicos. Há também duas turmas nas áreas rurais do município de Alto Paraíso: Sertão e Cidade da Fraternidade, cujo tema de formação é Agroecologia.

UAB
A UnB, embora tenha seus estatutos assentados na modalidade presencial, tem uma história de pioneirismo em iniciativas de Educação a Distância no ensino superior brasileiro. O seu projeto original já preconizava, em 1961, o emprego das tecnologias na educação de forma democrática e criativa.

Por meio de parcerias com o Ministério da Educação, a UnB passa a atender de forma ampliada e regular as demandas dessa modalidade de graduação. Entre essas parcerias, que se iniciaram em 2005 e 2006, encontra-se o Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) das quais Cavalcante é contemplada a partir desta sexta-feira (7).

A UAB é um programa de grande porte, criado pelo Ministério da Educação, em 2005, com base na oferta de cursos de formação superior, executados na modalidade a distância por instituições da rede pública de ensino superior, com o apoio de Polos de Apoio Presenciais mantidos pelos municípios ou governos estaduais nos quais a UnB está presente em 31 unidades. O programa é promovido pela Coordenação de Ensino de Graduação a Distância (COEGD/UnB) e financiado pela UAB. Os polos oferecem a infraestrutura física, tecnológica e pedagógica para que os alunos possam acompanhar os cursos.

O Polo de Apoio Presencial também pode ser entendido como "local de encontro" onde acontecem os momentos presenciais, o acompanhamento e a orientação para os estudos, as práticas laboratoriais e as avaliações presenciais.
Tags:

publicidade

publicidade