SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

GDF permite renda maior para médicos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/05/2014 14:55

Kelly Almeida

Monique Renne/CB/D.A Press
Um parecer assinado pela Procuradoria do Distrito Federal esta semana, e autorizado pelo governador Agnelo Queiroz (PT), permite que médicos acumulem dois contratos diferentes na rede pública, e, consequentemente, ganhem até o teto salarial em cada um deles. Com isso, os profissionais podem receber, por mês, mais de R$ 50 mil do Governo do Distrito Federal. Segundo a procuradoria, a decisão atende a uma determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que permite dois vínculos dos servidores com a administração pública. A autorização já vale para os próximos contratos.

O consultor jurídico do GDF, Paulo Guimarães, explica que a Constituição assegura aos médicos os dois empregos. Ele define a providência como importante para a saúde do DF. “Um médico especialista que está aposentado vai poder atuar em outros órgãos do governo com o salário pelo trabalho que vai desenvolver. Muitos não queriam trabalhar na rede pública porque o ganho era cortado, por ele já ter a aposentadoria ou outro contrato, por exemplo”, alega Guimarães. Segundo ele, a decisão já está valendo e beneficia apenas aos médicos. “A decisão do STJ é restrita aos médicos. Fizemos o parecer e o governador autorizou que proceda os pagamentos. Nosso interesse é atrair especialistas importantes”, complementa o consultor.

R$ 25,3 Mil


Teto que vale para os servidores do Distrito Federal
Tags:

publicidade

publicidade