SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Universidade de Coimbra firma acordo com o Brasil

Instituição vai adotar o Enem para selecionar brasileiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/05/2014 13:01 / atualizado em 26/05/2014 16:24

Manoela Alcântara

Manoela Alcântara
Na manhã desta segunda-feira (26/5), a Universidade de Coimbra e o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) firmaram um protocolo de intenções. O acordo garante 630 vagas para estudantes brasileiros na instituição de ensino portuguesa a cada seleção, que será feita a partir da nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Segundo o reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, esta é uma das primeiras parcerias da instituição feita com outro país e se deve a grande presença de brasileiros no quadro de alunos. “Dos 23 mil estudantes na Universidade de Coimbra, 2 mil são brasileiros. A adoção do Enem é uma forma de selecionar os melhores”, disse. O reitor deve firmar um acordo com a China daqui poucas semanas. “A diferença é que alunos de países em que o ensino médio é mais consolidado, como o Brasil, vão direto para o ensino superior. Alunos da China terão que passar por um ‘ano-zero’, em que terão aulas de português”, compara.

A Universidade de Coimbra foi considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) por ser a primeira universidade a ensinar em língua portuguesa. Por isso, a instituição não vai abrir mão de lecionar na língua. “Não deixaremos de ter literatura estrangeira, mas não vamos deixar a nossa matriz, que é a língua portuguesa”.

O presidente do Inep, José Francisco Soares, avaliou como positiva a parceria. “O acordo consolida ainda mais o Enem que, nesta edição, teve 9,5 milhões de inscritos. É uma parceria que mostra ainda mais as possibilidades abertas pelo Exame”, avaliou.

A nota mínima no Enem para estudar na Universidade de Coimbra é 600 pontos. Assim como ocorre no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no Brasil, cada curso terá uma nota de corte diferente, mas que nunca será inferior a 600 pontos. As inscrições para a próxima seleção da Universidade de Coimbra estão abertas até 13 de junho pelo site (www.uc.pt). Podem participar alunos que fizeram o Enem nos anos de 2013, 2012 ou 2011.

Os estudantes que vão fazer as provas do Enem, em novembro de 2014, só vão poder se inscrever para a seleção do segundo semestre de 2015. As 630 vagas ofertadas são exclusivas para brasileiros e os estudantes daqui não vão concorrer com portugueses. Por ano, o brasileiro que optar por estudar na Universidade de Coimbra vai desembolsar cerca de R$ 21 mil por ano, o que equivale a 10 mensalidades de 700 euros anualmente.
Tags:

publicidade

publicidade