SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Pesquisa aponta que o foco da universidade deve ser o mercado de trabalho

O levantamento ouviu mais de 20 mil estudantes de 21 países

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/06/2014 17:06

Pesquisa da rede de ensino superior Laureate International Universities revela que a empregabilidade e o crescimento na carreira deve ser o foco das universidades no futuro, segundo os entrevistados. O estudo foi realizado com 20.800 estudantes de 37 instituições do grupo em 21 países. Desses, 4,3 mil são brasileiros.

O levantamento foi conduzido pela empresa de pesquisa de opinião Zogby Analytics. A pesquisa analisou em que e como os estudantes acreditam que as universidades mudarão nos próximos 15 anos. Esse é o maior levantamento já realizado no mundo sobre o comportamento e expectativas de alunos de graduação.

No Brasil, a pesquisa envolveu 4,3 mil estudantes de nove instituições do grupo: Universidade Anhembi Morumbi, Centro Universitário do Norte (UniNorte), Universidade Salvador (Unifacs), Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter), Centro Universitário IBMR, Universidade Potiguar (UnP), Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Fadergs), Faculdade dos Guararapes (FG), Faculdade Internacional da Paraíba (FPB). Entre os estudantes entrevistados, 78% responderam que, no futuro, a maioria dos cursos deverá ensinar habilidades com foco na carreira. Sobre o mercado de trabalho, 74% dos alunos brasileiros acreditam que os empregadores deveriam oferecer estágios pagos durante o curso e 64% gostariam que os gestores de empresas tivessem papel crucial no planejamento de cursos universitários e, assim, os ajudassem a encontrar emprego.

No mundo, os estudantes esperam que a educação seja direcionada na formação de profissionais que acompanhem as necessidades do mercado. Por isso, os alunos consultados acreditam que a universidade no futuro será mais acessível, flexível, inovadora e preocupada em formar profissionais alinhados com as reais necessidades do mercado de trabalho. Os estudantes supõem que o horário de aulas será flexível, a educação será semipresencial e o processo de aprendizagem deve ser contínuo durante toda a vida por meio de programas de graduação, especialização e cursos livres direcionados às necessidades de mercado.

No total, 61% dos estudantes consultados ao redor do mundo responderam que a maioria dos cursos oferecidos pelas universidades no futuro será projetada por especialistas da indústria. Para 64% deles, esses cursos serão oferecidos em várias línguas, para facilitar a inserção dos alunos no mercado de trabalho.

Confira a pesquisa completa, em inglês, no site.
Tags:

publicidade

publicidade