Universitários representam Brasil em competição internacional

Equipes brasileiras já ganharam ao todo 113 medalhas nos anos anteriores do torneio, desde a primeira participação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/07/2014 16:31 / atualizado em 28/07/2014 16:47

Arquivo Pessoal
Brasil participa da 21ª Competição Internacional de Matemática para Estudantes Universitários (IMC, na sigla em inglês), com delegação formada por 20 estudantes de sete universidades brasileiras. Ao todo, competem sete alunos do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), três alunos da Pontificia Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), três alunos da Universidade de São Paulo (USP), quatro alunos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), um aluno da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), um da Universidade Federal do Ceará (UFC) e um da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Os jovens são acompanhados por Fábio Dias Moreira, membro da Comissão Júnior da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e Frederico Vale Girão, ex-competidor. O torneio ocorre em Blagoevgard, Bulgária, entre 29 de julho e 4 de agosto. O evento é a maior competição para universitários e por isso, recebe graduandos em matemática e ciências de todas as partes do mundo. A organização é feita pelo University College London, em parceria com a American University in Bulgaria.

As provas serão feitas na quinta-feira (31) e sexta-feira (1), sendo que cada teste possui cinco questões que valem 10 pontos cada e que devem ser resolvidos individualmente em até cinco horas. As avaliações precisam ser respondidas em inglês e incluem problemas de álgebra, análise real e complexa, geometria e combinatória. Após isso, uma equipe de líderes avalia e apresenta o trabalho para especialistas da área. Além da parte acadêmica, os estudantes têm a chance de participar de atividades culturais como a visita ao Monastério de Rila, que fica localizado em Rila, Bulgária.

Desde 2003 — ano em que o Brasil participou pela primeira vez —, o país possui bons resultados na competição. Ao todo, as equipes brasileiras já receberam 113 medalhas, sendo uma de ouro especial, 17 de ouro, 42 de prata e 53 de bronze.

Para participar

A Comissão Nacional de Olimpíadas de Matemática indica universitários premiados em Olimpíadas Brasileiras de Matemática (OBM) com medalhas de ouro, prata ou bronze. A partir daí, cada instituição de ensino decide por patrocinar ou selecionar outros estudantes para a competição. Os participantes devem cursar do primeiro ao quarto ano do ensino superior e não possuir diploma de graduação anterior. Estudantes de todas as áreas podem participar.

Para saber mais, acesse o site
Tags: