SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EDUCAÇÃO »

Chamadas abertas para estudar em Portugal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/02/2015 10:14 / atualizado em 03/02/2015 10:16

Ronaldo de Oliveira
Estudantes de todo o Brasil se inscreveram no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de olho nas universidades públicas nacionais, mas as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) também podem servir de ingresso para estudar no exterior. Três universidades de Portugal usam a pontuação do exame para avaliar brasileiros: Coimbra, Beira Interior e Algarve.

Estudantes ainda podem se inscrever para tentar uma entrada na Universidade de Coimbra, uma das mais antigas do mundo. Dois processos de candidatura estarão em curso até o fim do semestre. O primeiro, abriu no domingo e vai até março; o segundo, está marcados para junho e julho. Embora seja pública, a universidade cobra mensalidade (cerca de 7 mil euros por ano) e outras taxas. Entre os documentos necessários para entrar na instituição, estão a declaração de confirmação da nota do Enem e o comprovante de conclusão do ensino médio no Brasil.

Quem fez o Enem e quer estudar em Portugal também pode apostar na Universidade do Algarve — que recebe inscrições gratuitas pela internet — e na Universidade da Beira Interior — que abre inscrições para primeira candidatura entre 2 de maio e 1º de julho para mais de vinte cursos. Na Beira Interior, os pesos da nota no exame são diferenciados para cada graduação. Para bioengenharia, por exemplo, redação vale 10%; linguagens, códigos e tecnologias, 45%; e matemática e tecnologias, 45%.

De olho na chance de estudar “na terrinha”, Isabelle Brás, 17 anos, se inscreveu para o curso de arquitetura na Universidade de Coimbra. “Eu me preparei para a Universidade de Brasília (UnB), mas estudar em Portugal é uma oportunidade de aproveitar um dos melhores ensinos do mundo, especialmente para arquitetura”, afirma. A jovem ainda pesa o custo-benefício de estudar no exterior. Por issoinscreveu-se no Sisu para a UnB e para a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Existem grandes desafios para serem vencidos lá fora, como se adaptar a uma outra cultura e ficar longe da família”, conta.

Genildo Marinho, professor do Centro Educacional Leonardo da Vinci, destaca as vantagens de ingressar numa instituição europeia. “Temos ótimas universidades no Brasil, mas, com um diploma estrangeiro, muitas portas se abrem, mesmo no mercado brasileiro”, observa.

Inscreva-se
Universidade de Coimbra
Candidatura: 1º de fevereiro a 31 de março ou 13 de junho a 13 de julho para 46 cursos
Inscrições: www.uc.pt/brasil/
graduacao/enem/candidatura com taxa de 30 euros

publicidade

publicidade