SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Frente pela Valorização das Universidades Federais é relançada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/03/2015 10:53

Agência Câmara

A Frente Parlamentar Mista pela Valorização das Universidades Federais foi relançada nesta quarta-feira na Câmara dos Deputados. A deputada Margarida Salomão (PT-MG) foi reconduzida para a coordenação pela Câmara, e a senadora Fatima Bezerra (PT-RN), pelo Senado.

 

Ex-reitora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), a deputada Margarida Salomão ressaltou o trabalho que tem feito junto com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). “Nós sempre tivemos trabalhos valiosos junto à Andifes. Neste momento em que estamos vivendo um novo contexto, com a decisão da presidenta de adotar como mote do governo ‘Brasil, pátria educadora’, precisamos levar adiante o nosso projeto com as Universidades Federais, envolvendo a sua ampliação, a sua interiorização, a melhoria das suas condições de trabalho e o seu impacto no cotidiano da sociedade brasileira”.

 

A união de forças entre o Parlamento e as universidades tem como objetivo debater e construir projetos para o aperfeiçoamento do sistema de Universidades Federais. Esta frente já garantiu grandes avanços para a educação em legislações anteriores, por meio do apoio à Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), a PEC 59 e a vinculação dos royalties do petróleo para educação.

 

A frente parlamentar, suprapartidária, já conta com assinaturas de centenas de deputados e senadores e deve ganhar mais adesão. “As Universidades Federais são estratégicas para o desenvolvimento do país por serem as principais produtoras de ciência, tecnologia e inovação, instrumentos eficazes para superação das desigualdades regionais. Temos no nosso Congresso parlamentares que se interessam pelo tema e as universidades terão na Frente Parlamentar mais um canal de intervenção no ambiente político”, disse o presidente da Andifes, reitor Targino de Araújo.

 

Planejamento A Frente Parlamentar utilizará para o seu planejamento de debates e ações o Plano de Desenvolvimento das Universidades (PDU), documento elaborado pela Andifes e entregue a todos os candidatos a presidente na eleição de 2014. Nele constam as diretrizes de trabalho para o desenvolvimento destas universidades nos próximos dez anos.

 

A sugestão da Andifes para a frente é que as ações do Parlamento com a academia estejam em consonância com o Plano Nacional de Educação (PNE), por se tratar do projeto de Estado mais importante estrategicamente para o desenvolvimento do País e por estarem as universidades relacionadas com a maioria das metas estabelecidas no PNE.

 

O coordenador da bancada de Mato Grosso, deputado federal Ezequiel Fonseca (PP-MT), lembrou que as universidades federais estão passando por sérios problemas, como a falta de recursos, devido a não aprovação do orçamento. “Por esse motivo, estamos trabalhando com os reitores para que possamos reforçar pautas como a de expansão, para assim, dar legitimidade e enfoque na educação universitária do País,” disse Ezequiel.

publicidade

publicidade