SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Inscrições para concurso cultural sobre o genocídio armênio estão abertas

Vencedor ganhará uma viagem para a Armênia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/03/2015 15:50 / atualizado em 12/03/2015 16:00

O Comitê Brasileiro do Centenário do Genocídio Armênio abriu inscrições para seu concurso nacional de redações. O objetivo é resgatar a história do genocídio armênio, que, este ano, completa 100 anos.

Os candidatos deverão escrever um artigo com o tema “A negação do genocídio Armênio: uma violação dos direitos humanos fundamentais”.  Os trabalhos deverão contribuir para o debate sobre o tema na sociedade brasileira, levando em consideração os esforços internacionais para a preservação da dignidade da pessoa humana para que o Brasil reconheça, formalmente, o massacre dos armênios no Império Otomano, atual República da Turquia, como um genocídio.  

Poderão se inscrever gratuitamente, até 1º de maio,  estudantes universitários, de 18 a 36 anos, regularmente inscritos em um curso de graduação em qualquer instituição brasileira de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC. Como prêmio, o primeiro colocado ganhará uma viagem de 10 dias para a República da Armênia. Já o segundo colocado ganhará um iPad, e o terceiro, um iPad mini.

O edital está disponível no site.

Entenda a questão

O genocídio armênio foi a matança e deportação forçada de mais de 1 milhão de pessoas de origem armênia que viviam no Império Otomano. A intenção era de exterminar a presença cultural, vida econômica e ambiente familiar daquele povo, durante o governo dos chamados Jovens Turcos, de 1915 a 1917.

Caracterizou-se pela sua brutalidade nos massacres e pela utilização de marchas forçadas. É o segundo evento mais estudado desse tipo, depois do Holocausto dos judeus na Segunda Guerra Mundial. O governo turco rejeita o termo genocídio organizado e nega que as mortes tenham sido intencionais.

publicidade

publicidade