SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes participam de workshop na embaixada da Itália

Nesta terça-feira, alunos da UnB, do UniCeub e do Iesb conheceram o local

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/09/2015 21:27 / atualizado em 23/09/2015 13:14

Glauco Tracanna
A Embaixada da Itália recebeu estudantes de instituições de ensino superior de Brasília e de escolas brasilienses que ensinam a língua italiana (a Dante Alighieri e a Casa d’Itália), na manhã desta terça-feira (22). A iniciativa reuniu alunos da Universidade de Brasília (UnB), do Centro Universitário de Brasília (UniCeub) e do Centro Universitário Iesb para um encontro dedicado aos alunos de direito internacional e de relações internacionais.

 

O evento teve início às 11h30, com workshop dirigido pelo ministro conselheiro e vice embaixador da Itália, Filippo La Rosa, que abordou temas relacionados à função das embaixadas e seu papel político, a promoção do intercâmbio comercial e dos investimentos, a promoção cultural, a colaboração científica, os serviços em favor dos cidadãos no exterior, a atividade consular, os problemas jurídicos enfrentados pela embaixada, candidaturas internacionais e espaço para perguntas e respostas.

 

Lucas Noé de Castro, 19 anos, estudante do 5° semestre de direito na UnB, considera a proposta valiosa por apresentar a prática da carreira diplomática, que é almejada por diversos alunos. “É bom ter uma visão do que os diplomatas fazem em sua profissão e nas relações com outros estados, especificamente, na relação da Itália com o Brasil, essas apresentações vão abrir portas profissionais”, declara.

 

De acordo com o diplomata Lorenzo Trapassi, as atividades são destinadas aos alunos que estudam relações internacionais e não tiveram contato prático com a área. Além disso, as expectativas estão voltadas à aproximação dos jovens com a embaixada e seus representantes. “Nós pretendemos explicar como o relacionamento entre Itália e Brasil ocorre e vamos apresentar o ano da Itália na América Latina, em seus consulados, institutos culturais italianos e embaixadas”, afirma.

 

A estudante do 8° semestre de direito do UniCeub Geovana Rodrigues, 21, considera a iniciativa inovadora. “Espero que outras embaixadas façam isso também e abram as portas para os estudantes, pois esses locais ainda são restritos e fechados, e é importante nós conhecermos a prática do que estamos estudando”, assegura.

 

Com o intuito de chamar a atenção dos estudantes sobre o trabalho das embaixadas e dos diplomatas, o projeto ocorrerá em toda a América Latina. Segundo Lorenzo, as atividades serão promovidas com exposições, shows musicais e teatrais, até os jogos olímpicos de 2016. Um dos objetivos do evento é apresentar aos estudantes a Expo Milão, que terá início em abril, na Itália.

 

Danilo Barbosa, 20, estudante de direito da UnB e coordenador das turmas que participaram do evento, vê o projeto como um avanço. “É um importante passo voltado aos alunos e vai beneficiar muitas pessoas que têm interesse na carreira diplomática, além da experiência de entender como funciona a embaixada de outro país no Brasil”, afirma.

 

Para a universitária Joyce Teru, 20, estudante do 5° semestre de direito da UnB, a proposta é excelente por possibilitar o contato prático. “É raro as embaixadas abrirem as portas para o público externo dessa forma, e nós temos bastante curiosidade em conhecer. Ás vezes chega a ser intimidador e essa oportunidade quebra essa barreira”, conclui.

 

Foram registradas mais de 100 inscrições para a participação no workshop e nas visitas destinadas aos estudantes de arquitetura e urbanismo para conhecerem as galerias da embaixada. Os participantes receberam certificado de participação e brindes.

publicidade

publicidade