SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

UFJF lança campanha "Libera meu xixi" em combate a transfobia

A iniciativa é combater a transfobia em espaço públicos, com de adesivos colados nas entradas de banheiros do campus

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/11/2015 20:18 / atualizado em 25/11/2015 20:36

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) divulgou nesta quarta-feira (25) a liberação do uso de todos os banheiros da instituição por qualquer pessoa, independente do gênero. A iniciativa, chamada "Libera meu xixi" se espalha pelos banheiros de todo o campus, em combate da transfobia em espaços públicos. A campanha traz adesivos colados nas entradas dos banheiros.

 

Caique Cahon/UFJF
Segundo o Vice-reitor no exercício da reitoria, Marcos Chein, “com a iniciativa, a UFJF atende as demandas do movimento estudantil e abraça a causa, acolhendo e respeitando todas e todos os estudantes, independentemente de questões de gênero e quaisquer outras diferenças”. Ele destaca que a recente criação da Diretoria de Ações Afirmativas reforça a preocupação da Administração em combater todas as formas de preconceito e discriminação.

 

Para a diretora de Ações Afirmativas da UFJF, Carolina dos Santos Bezerra, a adoção da medida é reflexo do respeito da instituição à diversidade e aos diferentes modos de ser e estar no mundo. “O principal objetivo é criar dentro da Universidade um ambiente que aceite, acolha e respeite as várias orientações, e as formas que as pessoas são e se enxergam no mundo”. Carolina ressalta que esta é uma vitória que, além de tudo, ainda contempla as demandas da classe estudantil.

A ideia do projeto surgiu em São Paulo, após os idealizadores, Carol Ferrare, Thiago Ferrare e Gabriela Alves, presenciarem uma situação bastante constrangedora em uma festa, na qual um segurança impediu uma mulher transexual de usar o banheiro feminino. Desde então, a página no Facebook Libera meu xixi, destinada ao movimento, vem ganhando mais visibilidade e ampliando a discussão em torno do assunto.

Em março deste ano, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República publicou resolução número 12 do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoções dos Direitos de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais, que recomenda o uso de banheiro e uniforme escolar de acordo com a identidade de gênero.

publicidade

publicidade