SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Jovem é aprovada para medicina em universidade dos Estados Unidos

A estudante Ana Victoria Guimarães, filha de pai brasileiro e mãe nicaraguense,foi aprovada na Brown University

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/02/2016 18:17 / atualizado em 15/02/2016 18:20

A estudante Ana Victoria Guimarães, 18 anos, filha de pai brasileiro e mãe nicaraguense, foi aprovada em medicina na Brown University. A jovem nasceu em Miami, nos Estados Unidos, e deve ingressar no ensino superior em agosto deste ano. Segundo o pai da estudante, o brasiliense Márcio Guimarães, a jovem sempre foi uma aluna exemplar. "Entre os três níveis de estudo no ensino médio dos Estados Unidos, ela sempre estudou no mais difícil, na qual aprendia assuntos da universidade ainda na escola. Ela passou com nota máxima em praticamente todas as matérias. Foi a única da escola que conseguiu isso", conta.

A jovem está concluindo o ensino médio na Doral Academy School, que termina em julho deste ano. Ainda segundo Márcio, a jovem foi aprovada em uma seleção que escolhe estudantes para universidades antes do período normal de triagem. "Foram oferecidas 20 vagas, para quem queria estudar medicina. Levando em consideração uma universidade que tem 30 mil alunos, é muito dificil passar. É uma universidade do nível de Harvard, Columbia e Princeton", diz.

 

 

Arquivo Pessoal

 

Além de obter ótimas notas, a jovem também participa de competições. "Já participei de competições de ciências, debates e muitas de matemática. Meu time da escola já ganhou uma de estatística e pré-calculo, e uma competição de nível estadual, na qual fiquei em primeiro lugar. Participei ainda de uma de nível nacional, na qual eu e uma amiga ficamos na sexta colocação", conta. Ela ainda é responsável pela organização de grupos de alunos da escola que participam de competições. Sobre as expectativas de entrar na universidade, Ana Guimarães, afirma que quer estudar biologia, francês e filosofia. "Vai ser ótimo porque vou conhecer muitas pessoas diferentes", acrescenta.

Atualmente, a estudante está participando de uma seleção nacional que tem como objetivo fazer um experimento com ratos para tentar estender a vida do animal, afim de entender como prolongar a vida dos humanos. "Temos a genética muito parecida com a dos ratos. Na competição, a maioria são universitários, mas minha escola participa também", explica. Os estudantes que conseguirem uma boa resposta para o experimento, poderão ganhar dinheiro através de uma corporação que está patrocinando a pesquisa.


publicidade

publicidade