SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

MEC abrirá 105 mil vagas para professores complementarem formação

As inscrições vão de 5 de abril a 5 de maio. Aulas começam no segundo semestre de 2016

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/03/2016 13:26 / atualizado em 29/03/2016 13:30

Ingrid Borges

	Valter Campanato/Agência Brasil - 15/3/16

O ministro da educação, Aloizio Mercadante, anunciou na segunda-feira (28/3) a abertura de 105 mil vagas em instituições federais para docentes da rede pública complementarem sua formação. As inscrições vão de 5 de abril a 5 de maio. Aulas começam no segundo semestre de 2016.

Dados do Censo Escolar da Educação Básica 2015 apontam que cerca de 200 mil professores no país necessitam de qualificação profissional. Esse número representa 38,7% dos docentes que dão aula nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio.

Segundo o levantamento, física é a disciplina com a situação mais crítica. Apenas 31,3% dos professores possuem a licenciatura recomendada para dar aulas. Como no Brasil se formam somente 1. 826 físicos por ano, seriam necessários 11 anos para suprir a demanda. Também falta qualificação completa entre docentes de matemática., geografia, história, ciência e história.

Para resolver o problema, a Rede Universidade do Professor abrirá 24 mil vagas presenciais em universidades e instituições federais. Outras 81 mil vagas serão ofertadas através Universidade Aberta do Brasil, em cursos de educação à distância. Os interessados poderão se inscrever via Plataforma Freire (http://freire.capes.gov.br).

Além das vagas na rede federal, os professores também poderão optar pelo Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor). O programa oferecerá as disciplinas exigidas durantes as férias escolares, em uma espécie de curso intensivo. Essas vagas serão oferecidas no primeiro semestre de 2017. De acordo com o ministro, até o final do próximo ano “não faltará vaga para professor se formar no Brasil”.

publicidade

publicidade