SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

BOLSA-ATLETA »

Futebol e ensino de ponta

Já pensou em estudar nos EUA, de graça, e ainda representar a universidade em campeonatos? Para isso, é preciso se destacar e, após ser aprovado, manter bom desempenho escolar e esportivo. Confira relatos de quem chegou lá

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/08/2016 13:34 / atualizado em 23/08/2016 11:38

Arquivo Pessoal

 

Ganhar uma bolsa numa universidade de ponta por causa do bom desempenho em um esporte parece cena de filme norte-americano. O sonho, no entanto, é alcançável, e há brasilienses que são prova disso. Os Estados Unidos investem em jovens de 15 a 23 anos com potencial esportivo para estudar e representar, no gramado, instituições, como Columbia College, Union University, San Diego Christian College. Além de jogar bem, o aluno precisa ter bom preparo físico, não ter assinado contrato profissional com nenhum time e obter nota razoável no Teste de Inglês como Língua Estrangeira (Toefl). Em alguns casos, exige-se também o Scholastic Aptitude Test (SAT). O benefício garante estudar, morar e se alimentar gratuitamente por um ou dois anos.


Com bom desempenho no esporte e nos estudos, a condição pode ser renovada e até melhorada. As vantagens são duplas: se não conseguir se firmar numa carreira profissional, o aluno terá a chance de trabalhar na área que estudou na graduação. Há oportunidades de bolsas para ambos os sexos em esportes como futebol, atletismo, basquete, beisebol, esgrima, ginástica olímpica, golfe, natação, tênis (tradicional e de mesa), vela e vôlei. Queridinho em território nacional, o futebol é o que costuma atrair mais brasileiros, como Gabriel Seixas Ximenes, 18 anos. Ele embarcou para Nova York há duas semanas, onde estudará administração e jogará bola na Monroe College. Em 2015, quando cursava o 3º ano do ensino médio, participou de um teste perante a equipe da University Sports, organização que prepara jovens para pleitear bolsa-atleta.

Arquivo Pessoal

Escolhido por seu potencial, o estudante começou a ser assessorado pela empresa e, em janeiro, viajou a Seattle a fim de ser observado por técnicos americanos. Gabriel recebeu propostas e escolheu a faculdade de olho no bom histórico acadêmico e em campeonatos. Mesmo com o preparo e com o apoio da família, Gabriel está ansioso com o tempo que virá. “Acho que será muito bom: os Estados Unidos têm outro nível de estudo e de futebol. Sei que vai ser difícil no começo; vou ficar em um país diferente sem meus amigos, minha família e meu cachorro... Mas vou me acostumar”, garante ele que sonha em jogar profissionalmente, mas não conta com isso. “É um desafio muito grande, ficarei surpreso se conseguir”, confessa.

Chance de ouro
Aos 13 anos, Gabriel Fleury passou em uma peneira para integrar a categoria sub-17 do Santos Futebol Clube. Na época, os pais não o deixaram ir pelo fato de ser muito novo. No ensino médio, ao conhecer, por meio do Facebook, a Next Level Sports Brasília (NLS), empresa que prepara alunos para conquistar uma bolsa, participou do campeonato internacional Las Vegas Cup, onde há olheiros de universidades. De volta ao Brasil, em agosto do ano passado, o jovem, que hoje tem 19 anos, soube da oportunidade de passar uma temporada no país para estudar inglês e treinar futebol na Weston Academy por seis semanas e comprou um pacote de viagem da Team Brazuca, instituição brasiliense que organiza esse tipo de intercâmbio. “Em outubro, começaram os treinos e, em janeiro, viajamos. Foi nessa oportunidade que os técnicos puderam me ver de verdade”, conta.

Arquivo Pessoal

Na viagem, participou do torneio Weston Cup & ShowCase e voltou para o Brasil com um contrato assinado, como reserva, da faculdade Asa College, em Miami, para onde viajou na última quinta-feira (18), atrás do sonho. Com relação aos estudos, ele está em dúvida entre se formar em nutrição ou em biologia. “Estou muito feliz de ir jogar nos Estados Unidos, porque é muito bom viver do esporte, e ver que te dão apoio”, afirma.


Sócio da Team Brazuca, Vinicius Gonzales, está na Saint Thomas University, em Miami Garden com uma bolsa-atleta, e garante que jogar futebol fora é algo possível, já que treinadores buscam, em universidades e ligas universitárias, futuras estrelas para os times. “A oportunidade está perto da gente: basta trabalhar”, conta ele que cursa administração esportiva.

Para chegar lá
Após tentativas frustradas para entrar em clubes brasileiros, Ítalo Martins, 17 anos, viu na bolsa-atleta uma oportunidade. “Minha família sempre me incentivou e, quando soube que eu poderia aliar isso aos estudos, me apoiou mais ainda”, conta. Ele terminará o ensino médio este ano e, há três meses, faz cursinho de inglês para prestar o Toefl e se prepara fisicamente com o apoio de uma assessoria esportiva.

Gabriela Studart/CB/D.A Press

Diversas universidades americanas oferecem esse tipo de benefício, e basta entrar no site da instituição para se informar e se candidatar. Para auxiliar interessantes em uma bolsa-atleta, existem empresas especializadas em preparação. É o caso da Next Level Sports Brasília (NLS). Para Filipe Godói, diretor da companhia, jovens que investem nisso só têm a ganhar. “A vantagem é ter um ensino superior de ponta. A experiência, tanto no esporte quanto no ensino, vale a pena. A pessoa pode contar com a universidade desde o preparo até a ascensão”, pontua.

 

E o Brasil?

Faculdades brasileiras também mantêm bolsa-atleta, como a Universidade Presbiteriana Mackenzie (portal.mackenzie.br). O Centro Universitário de Brasília (UniCeub) oferece bolsas sob demanda e deve lançar edital este ano (uniceub.br).A Universidade de Brasília (UnB) oferece bolsas de R$ 400 por seis meses para atletas (www.unb.br). A Universidade Católica de Brasília (UCB) oferecia até R$ 400 de desconto para atletas, mas o benefício cessou em 2012.

 

Assessorias para se preparar
» Next Level Sports, no DF: esportenoseua.com/next-academy
» Team Brazucas, no DF: www.teambrazucas.com.br
» Daquiprafora, em SP: www.daquiprafora.com.br
» Go Usa, em MG e BA: www.gousa.com.br/#seletivas-!de-
futebol/c7hs

» Efígie Educacional, em SP: www.efigieeducacional.com.br

publicidade

publicidade