SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Senadora protesta contra privatização da universidade do seu estado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/11/2016 18:42

Agência Senado

 

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) classificou como “um disparate e um absurdo” a proposta de privatização da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte como saída para reduzir a crise financeira do estado, feita pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Cláudio Santos. Ela disse que a proposta foi recebida com indignação pelos professores, estudantes e servidores da instituição.

 

Fátima Bezerra afirmou que a Uern é fundamental na formação de recursos humanos no Rio Grande do Norte, contando hoje com 15 mil alunos, 83 cursos de graduação, seis campi e 11 núcleos acadêmicos espalhados pelo estado.

 

- Sabemos que situação do estado é grave, mas, por favor, privatizar ensino público, abrir mão da nossa universidade estadual não é, de maneira nenhuma, a solução para reverter a crise financeira pela qual passa o estado - disse a senadora.

 

Nordeste

Fátima Bezerra cobrou do governo federal a destinação de pelo menos R$ 7 bilhões para socorrer os estados nordestinos que enfrentam sérios problemas financeiros, agravados pela estiagem que há anos atinge a região.

 

A senadora disse que o governo Temer se mantém insensível frente à situação do Nordeste, acrescentando que o projeto de renegociação das dívidas estaduais, proposto pelo Executivo, beneficia apenas os estados ricos.

 

- Para os estados do Nordeste, do Norte e do Centro-Oeste, nada. Absolutamente nada. Por isso, nós temos insistido que é necessária uma compensação, através de quê? Principalmente dessa ajuda emergencial no valor de 7 bilhões [de reais] como os governadores têm pedido e têm reivindicado - disse.

publicidade

publicidade