SIGA O
Correio Braziliense

Justiça Federal suspende desocupação da UnB

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/11/2016 19:17 / atualizado em 23/11/2016 19:38

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF 1) aceitou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para suspender a liminar que pedia a desocupação imediata dos espaços da Universidade de Brasília (UnB). Em decisão emitida no fim desta tarde de quarta-feira (23/11), o desembargador federal Jirair Aram Meguerian, suspendeu a decisão anterior do órgão por um prazo de 15 dias. A decisão considera que a possilibidade de uma solução pacífica entre estudantes e instituição de ensino após a posse nesta quinta-feira (24/11) da nova reitora professora Márcia Abrahão.

A decisão anterior emitida na última segunda-feira (21/11) determinava que a instituição providenciasse a liberação de todos os espaços academicos ocupados. O então reitor em exercício, Luís Afonso Bermúdez, comunicou aos estudantes sobre a decisão que pedia a desocupação até ás 18h desta quarta-feira (23/11). Passado o prazo, não houve a desocupação, e a universidade informou ao TRF sobre o descumprimento de ordem. Além da reitoria, outros 14 espaços estão ocupados na UnB.

Para essa quinta-feira (24/11) está prevista uma assembleia geral no Ceubinho, que discutirá a proposta de uma greve estudantil. Para a próxima terça-feira está previsto um dia nacional de mobilização contra a Emenda Constitucional 55. O ato ocorrerá justamente no dia previsto para votação em primeiro turno da proposta no Senado Federal. Os estudantes prometem se concentrar durante todo o dia na Esplanada dos Ministérios.