SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação discute na quinta consequências do Reuni

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/11/2016 18:23

A Comissão de Educação realiza, na próxima quinta-feira (1º), audiência pública sobre os problemas e desafios dos campi fora das sedes das Universidades Federais. O deputado Leonardo Monteiro (PT-MG), que propôs o encontro, lembrou que, em 2007 foi implantado o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). "Esse programa permitiu a criação de novos campi, com o objetivo de reduzir as barreiras geográficas e econômicas que dificultavam o acesso ao ensino superior às populações de baixa renda e do interior do País", destacou Monteiro.

 

A implantação do Reuni, segundo o deputado, "propiciou melhores condições de fixação, permanência e sucesso acadêmico e profissional a dezenas de milhares de estudantes". Ele acrescentou ainda como bom resultado o reconhecimento "de diferentes perfis regionais, seja em termos culturais, sociais e de vocações econômicas, tornando a universidade um vetor do desenvolvimento local". 

 

"Contudo, a criação de campi proporcionou uma mudança organizacional que trouxe grandes reflexos e dificuldades para as instituições. A distância geográfica da sede, as dificuldades financeiras e administrativas, a ausência de representantes nos conselhos da universidade, a falta muitas vezes de sede própria, entre outros, são alguns dos problemas que prejudicam o tripé ensino, pesquisa e extensão. Quadro esse que pode se agravar, com a redução de recursos para a educação em razão da proposta de congelamento dos gastos das despesas primárias por 20 anos, previstos na PEC 241", completou Leonardo Monteiro.

 

Foram convidados: - o ministro da Educação, Mendonça Filho;
- a presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Angela Maria Paiva Cruz;
- o reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia, Naomar de Almeida Filho;
- a reitora da Universidade Federal de Viçosa, Nilda de Fátima Ferreira Soares;
- o reitor da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucurí, Gilciano Saraiva Nogueira;
- o diretor do Campus de Governador Valadares da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Peterson Marco de Oliveira Andrade;
- e o diretor do Instituto de Ciência e Tecnologia do Campus de Poços de Caldas da Universidade Federal de Alfenas (Unifal), Cassius Anderson Miqueli de Melo.

 

O debate será realizado no plenário 10, às 9h30.

 

Agência Câmara

publicidade

publicidade