SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação superior

Universitários podem debater problemas do Brasil nos EUA

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/11/2016 21:40

Em vez de criticar, por que não discutir e propor soluções para os principais problemas do Brasil? Essa é a ideia da terceira edição da Brazil Conference at Harvad & MIT, evento organizado por estudantes brasileiros da Universidade de Harvard e o do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Em 6 e 7 abril de 2017, estarão reunidos lideranças e especialistas brasileiros e de outros países em torno de um debate plural, construtivo e multidisciplinar acerca de desafios atuais para o Brasil nas áreas de economia, tecnologia, política, saúde, esporte e educação. E por que não envolver nesse debate estudantes universitários matriculados no Brasil e interessados nas amplas questões nacionais?

 

Para não deixá-los de fora desse importante espaço internacional de discussão, o Programa de Embaixadores da Brazil Conference abriu inscrições, até 11 de dezembro, para estudantes de instituições públicas e particulares. Ter mais de 18 anos e nacionalidade brasileira são as únicas exigências. O domínio da língua inglesa é recomendável, mas não obrigatório, uma vez que as palestras terão tradução simultânea. Serão selecionados três estudantes, que viajarão aos Estados Unidos para assistir aos dois dias de palestras e debates. Todo o custo da viagem será arcado pela organização do evento, incluindo passagem aérea, alimentação e hospedagem.

 

Os três jovens universitários receberão o título de Embaixador da Brazil Conference 2017 para atuar nas universidades em que estudam no Brasil como protagonistas e multiplicadores das ideias apresentadas e defendidas durante o evento. “Além de ser uma oportunidade para jovens brilhantes e engajados, a participação deles ajudará a capilarizar o debate dos problemas brasileiros numa época de grandes desafios”, afirma Luís Alberto Nogueira, estudante de engenharia na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, um dos responsáveis pelo programa de embaixadores. 

 

Pela segunda vez, universitários brasileiros participarão da Brazil Conference. Na última edição, 1,4 mil jovens fizeram a inscrição. Eduarda Zoghbi, 23 anos, que se formou em agosto deste ano em ciência política pela Universidade de Brasília (UnB), fez parte do grupo de quatro embaixadores. “Todo mundo sabe quais são os problemas do Brasil, e isso muitas vezes nos desmotiva a continuar tentando mudar esse cenário, mas depois da conferência vi que há mais pessoas buscando soluções inovadoras do que eu imaginava”, relata.

 

Decisão

Depois da experiência, Eduarda diz que ficou mais otimista e “cheia de ideias” para colocar em prática nos projetos que participa. Ela explica que há diversas opções de atuação dos embaixadores nas universidades brasileiras, como movimento estudantil, empresas juniores, projetos de pesquisa e organizações não governamentais. “Quando os jovens são inseridos nesses espaços de decisão, passam a ter mais voz e a compreender melhor seu papel como agentes transformadores do nosso país”, afirma.

 

A inscrição para participar dos debates, que serão realizados em Harvard e no MIT, pode ser feita na página do Na Prática, da Fundação Estudar, instituição parceira da Brazil Conference. Os candidatos passarão por seleção prévia, que levará em conta seus interesses e experiências. A segunda fase será uma entrevista. O resultado final será divulgado em 18 de janeiro de 2017.

 

Portal MEC

publicidade

publicidade