Geral

Estudantes decidem encerrar ocupações de unidades do Colégio do Pedro II

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/12/2016 19:25

Os estudantes que ocupam as unidades do Colégio Pedro II devem desocupar as escolas até o dia 31 de dezembro. As unidades Realengo II e do centro estão sendo desocupada hoje (23), depois de 63 dias de mobilização contra a reforma do ensino médio e o movimento Escola sem Partido.

 

Os estudantes informaram que estão desocupando fisicamente, mas que estão continuando com uma ocupação ideológica. Os servidores do Colégio Pedro II, por sua vez, decidiram suspender a greve iniciada em 28 de outubro e prometeram uma mobilização em 7 de fevereiro contra a proposta de reforma da Previdência Social.

 

Uma aluna do Pedro II do centro que não quis se identificar informou que a decisão foi tomada ontem (22) em assembleia. “A ocupação foi enfraquecendo, fomos ficando sem gente, e também pelos ataques externos do governo que não teve nenhum diálogo com a gente. E depois da aprovação da PEC 55, vimos que não estávamos fazendo nem cócegas no governo”, disse ela. “Tentaremos outro viés de luta pela educação. A luta continua”.

 

Para a mãe de dois alunos do Pedro II, Vera Lúcia Pereira, que faz parte da Comissão dos Conselheiros do colégio, a ocupação foi muito produtiva e importante para a construção de cidadania dos alunos. “Foi uma marco, uma vanguarda, porque é a primeira vez que foi feita uma ocupação no Pedro II. Houve muito mais pontos positivos, do que negativos”, disse.

 

Uma comissão foi eleita para debater o calendário de reposição das aulas. A direção do Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II tentará se reunir com o reitor no dia 26 para tratar do retorno ao trabalho. A próxima assembleia, no dia 7 de fevereiro, está marcada para as 18h.

 

Agência Brasil