Educação superior

Recursos garantem manutenção e custeio de instituições federais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/01/2017 20:02

O Ministério da Educação liberou na terça-feira, 24, R$ 165,09 milhões às instituições federais de educação superior vinculadas à pasta. Os recursos garantem o funcionamento autônomo dessas instituições. Os valores serão destinados a investimentos, custeio e manutenção das instalações.

 

A maior parte da verba, R$ 122,37 milhões, foi repassada às universidades federais, incluindo repasses para hospitais universitários. Já a rede federal de educação profissional, científica e tecnológica recebeu R$ 41,34 milhões. O restante, R$ 1,36 milhão, foi repassado às unidades Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), Instituto Benjamin Constant (IBC) e Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).

 

“Essa liberação de recursos financeiros sinaliza o compromisso do Ministério da Educação com as universidades e institutos federais. É por meio destes repasses, e dos demais programas e ações do ministério, que contribuímos para a regular continuidade das atividades acadêmicas no âmbito dessas instituições e fortalecemos os ensinos superior e profissional e tecnológico”, observa a subsecretária de Planejamento e Orçamento do MEC, Iara Ferreira Pinheiro.

 

As instituições têm autonomia para decidir a destinação da verba. Além de despesas básicas, como pagamento de contas de água e luz, também podem ser feitos investimentos em obras e melhorias das instalações, por exemplo.

 

Nos valores liberados também estão inclusos R$ 28 milhões destinados à assistência estudantil, sendo R$ 21,9 milhões para as universidades e R$ 6,1 milhões para os institutos federais. O benefício visa garantir a permanência dos estudantes de baixa renda tanto nas instituições de educação superior como na rede federal de educação profissional, científica e tecnológica.

 

Portal MEC