Estudante da UnB que estava desaparecido na Argentina é encontrado

Mãe do jovem escreveu no Facebook que Matheus Amorim Lopes foi encontrado em Córdoba e está bem. Ele estava desaparecido desde 10 de fevereiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/02/2017 11:55

Em uma mensagem no perfil do Facebook, a mãe do estudante de história da Universidade de Brasília (UnB) Matheus Amorim Lopes, 20 anos, afirma que o jovem foi encontrado na cidade argentina de Córdoba e que está bem. Rovênia Amorim escreveu um texto na rede social no qual agradece o esforço das autoridades brasileiras e argentinas e também a todas as pessoas que se solidarizaram com o caso. Matheus Amorim estava desaparecido desde 10 de fevereiro.

"O Matheus foi encontrado em Córdoba, Argentina, e está bem. Agradecemos pelas orações de amigos e das tantas pessoas que se solidarizam conosco e que nos ajudaram. Agradecemos também aos colegas da imprensa e às autoridades do Brasil e da Argentina pelos esforços apreendidos. Neste momento pedimos compreensão e privacidade", escreveu a mãe.

O pai de Matheus, o funcionário público Luiz Lopes, 44 anos, também usou as redes sociais para afirmar que o jovem foi localizado na noite dessa quarta-feira (22/2) e que não ocorreram "fatos violentos" com ele. "O Matheus está bem. Foi encontrado ontem à noite. Não aconteceram fatos violentos. Estamos tentando providenciar a volta da Argentina", confirmou o servidor. Ele também fez agradecimentos a todos que apoiaram a família nas buscas.
 
Ontem, a família do rapaz havia entrado com um pedido para que a Polícia Federal (PF) ajudasse nas buscas do universitário. Segundo Rovênia Amorim, a corporação, ao lado da Interpol, havia começado a trabalhar no caso.
 
 
 
Desaparecimento


Matheus iniciou uma viagem em 1º de fevereiro. O estudante foi até Florianópolis, onde ficou por dois dias. Em 3 de fevereiro, ele seguiu viagem, de ônibus, para a Argentina. Passou por Punta Del Este e Colônia do Sacramento, no Uruguai. Depois, chegou a San Luis, seu destino programado.

Na última vez em que Matheus e os pais se comunicaram, por mensagens no Facebook, em 10 de fevereiro, Matheus informou estar na cidade argentina. Ele disse ainda que ficaria em uma montanha meditando, incomunicável por alguns dias. A família, no entanto, considerava que já havia passado tempo demais, mas não conseguiram mais contato com o jovem. Além disso, a passagem de volta para Brasília, a partir de Florianópolis, estava reservada para a quinta-feira (15/2).

Os pais não sabiam o trajeto que Matheus havia feito para chegar até San Luis e o passeio de meditação pela montanha foi planejado de última hora. Essa era a primeira vez que Matheus viajava sozinho. Segundo os pais do rapaz, ele estava com uma mochila e cerca de R$ 2 mil. Matheus portava a identidade, mas não tinha o passaporte. A ideia dele era seguir para o Chile.