Comissão debate compra da Estácio por conglomerado de educação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/05/2017 19:29

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços discute hoje a compra da Estácio Participações pelo Grupo Kroton. O deputado Aureo (SD-RJ), que requereu o debate, citou denúncia de espionagem industrial entre as entidades, e ainda possíveis fraudes no Programa de Financiamento Estudantil (Fies).

 

Aureo destacou ser o Grupo Kroton considerado o maior conglomerado de educação do Brasil – atualmente contando com mais de um milhão de alunos –, seguido pela Estácio Participações, com 588 mil alunos. “Assim, essa possível fusão tem gerado grande preocupação em entidades ligadas à educação, pois há risco de se criar uma potência educacional, com enorme concentração de poder de mercado, o que levaria, ainda, à concentração de partes de recursos de incentivo à educação, podendo ser criado um verdadeiro monopólio de ensino.”

 

O deputado Aureo citou preocupações nesse sentido por parte da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) e pela OAB/RJ, “que denunciou a possível fusão ao Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica] sob o argumento de que terá uma concentração ilegal de mercado superior a 30%”.

 

“Outro ponto que merece nossa atenção e preocupação são as acusações mútuas de espionagem entre executivos da Kroton e dirigentes da Universidade Estácio de Sá, conforme diversas matérias veiculadas na internet.”

 

Foram convidados:
- o presidente do Grupo Kroton, Rodrigo Galindo;
- o coordenador-geral de Auditoria da Área de Educação Superior e Profissionalizante, da Secretaria Federal de Controle do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União, Lennon Mota Cantanhede
- o presidente da Câmara de Educação Superior da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amabile Pacios; e
- a vice-presidente da Associação Nacional das Universidades Particulares (Anup), Elizabeth Guedes..

A audiência ocorrerá às 9h30, no plenário 7.

 

A reunião poderá ser acompanhada ao vivo pela WebCâmara.

 

 

 

Agência Câmara