Por falta de verbas, EBC desligará estagiários

Estudantes ouviram rumores de que os contratos não seriam renovados e informação foi confirmada pela empresa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/08/2017 20:13 / atualizado em 08/08/2017 13:23

Os 90 estagiários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) temem ficar sem estágio devido aos cortes no orçamento da instituição. Neste ano a EBC recebeu 57,7% a menos no orçamento.

 

Em nota enviada por e-mail, a Gerência de Comunicação da EBC confirma as denúncias de estudantes e informou que a empresa cumprirá os contratos de estágio vigentes, mas não terá recursos para renova-los. Dessa forma, os estagiários serão desligados a medida em que concluírem o período de seis meses do contrato. O último estudante deverá ser desligado em janeiro de 2018. Nesse mesmo mês, o contrato da EBC com a empresa Super Estágios, que administra o programa, deverá ser suspenso. A EBC ainda informou que pretende retomar com o programa de estágios quando houver orçamento.

 

A remuneração paga a estagiários de nível superior é de R$ 600, de nível técnico, R$ 500; e de nível médio, R$ 400. Todos recebem auxílio-transporte de R$ 220.

 

Confira a nota na íntegra:

 

"Em razão do corte de 57,7% do orçamento previsto para a EBC neste ano, decorrente da crise financeira por que passa o país, a empresa vem cortando gastos em todas as áreas e reduzindo contratos. A EBC honrará os contratos em curso com seus 90 estagiários, mas não terá recursos para renová-los, além dos seis meses previstos para o estágio. Os estagiários serão desligados na medida em que forem concluindo esse período de seis meses. O final desse processo deverá ocorrer em janeiro, com o desligamento dos últimos estudantes. Nesse mesmo mês, o contrato da EBC com a empresa Super Estágios, que administra o programa, deverá ser suspenso. A EBC entende que tem desempenhado papel relevante na formação de estudantes e jovens profissionais e, por isso, a empresa pretende retomar o programa de estágios tão logo haja alívio orçamentário."