Recursos

MEC libera R$ 10,8 milhões para o Hospital São Paulo, da Unifesp

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/08/2017 19:26

O compromisso do Ministério da Educação com os programas de ensino, pesquisa e assistência prestados pelos hospitais universitários foi reafirmado nesta terça-feira, 15, quando o ministro Mendonça Filho anunciou a liberação de R$ 10,8 milhões para o Hospital São Paulo, vinculado à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “Essa liberação mostra nossa prioridade na preservação do bom funcionamento das universidades federais, entendendo-se, também, as unidades que formam profissionais de saúde e atendem pessoas de baixa renda”, ressaltou Mendonça, durante reunião com a reitoria da instituição.

 

A medida vai garantir recursos orçamentários tanto para o atendimento à população no próprio hospital universitário quanto para a regular continuidade dos programas de ensino e pesquisa da área da saúde da universidade, na graduação e pós-graduação, bem como as atividades de residência médica e multiprofissional.

 

“A infraestrutura do hospital também é muito importante para as pesquisas na área de neurocirurgia, cardiologia, ortopedia e diversas outras, onde temos pesquisa de ponta e altíssima qualidade que se revertem aos pacientes do SUS que atendemos”, falou a reitora da Unifesp, Soraya Smaili. Ainda de acordo com ela, “quase 100% dos atendidos pelo Hospital São Paulo, atualmente, são oriundos do SUS”.

 

A Universidade Federal de São Paulo nasceu da Escola Paulista de Medicina, fundada em 1933. É tradicional na formação de profissionais para todo o país, possuindo um dos maiores programas de residência médica do Brasil. A reitora destacou a importância da liberação. “Estamos bastante otimistas, agora que vamos ter esses recursos, para saldar dívidas e continuar nossa trajetória. Isso vai ajudar bastante na área do ensino, pesquisa e assistência na cidade de São Paulo.”

 

Desde o início do ano, o MEC repassou mais de R$ 4,8 bilhões em recursos financeiros para as instituições federais de ensino, incluídas transferências para os hospitais universitários.