Desenvolvendo futuros

Universitários são incentivados a transformar o Brasil e a América Latina

Estudantes fizeram imersão em temas de desenvolvimento social e econômico com especialistas do Banco Interamericano de Desenvolvimento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/08/2017 19:38

Beto Monteiro

 

“As palestras foram dinâmicas e trouxeram ideias pontuais de diferentes áreas que se integram. Me senti instigado a refletir de forma interessante sobre vários assuntos." É assim que João Lucas Melonio, estudante do quarto semestre de Relações Internacionais da UnB, resume a experiência de ter participado da Aula BID – Desenvolvendo Futuros.



O evento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), realizado nesta segunda-feira (28), no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), reuniu doze especialistas de diferentes áreas para tratar temas como educação, gestão pública, cidades integradas, mobilidade e inovação. A cada painel, um novo panorama delineou o histórico do Brasil e da América Latina desde as últimas décadas até os dias de hoje.

Com o objetivo de despertar os universitários para as múltiplas possibilidades de atuação profissional a partir de sua área de formação, bem como evidenciar a relação direta entre suas futuras profissões e o desenvolvimento, o evento foi dividido em três eixos temáticos. Cada eixo temático foi desdobrado em quatro minipalestras, cada uma delas com cerca de 15 minutos de duração. Dessa forma, os acadêmicos receberam uma chuva de informações sobre questões diversas que se relacionam.

Estudante do 7º semestre de Gestão do Agronegócio, José Pedro Cavalcante aprovou a iniciativa. "Gostei da abordagem de temas tão importantes que envolvem gestão econômica e social, principalmente porque o público é jovem, e futuramente vai trabalhar com esses desafios”, disse. Ele acredita que a iniciativa pode ajudar os discentes a “identificar habilidades e possibilidades de carreiras e estudos".

 

Beto Monteiro
 

 

Melissa Braga, estudante do 5º semestre de Turismo, conta que o evento trouxe temáticas importantes para sua profissão. "O turismo dialoga com muitas temáticas abordadas aqui, como, por exemplo, cidades inteligentes. O mundo está em transformação e, por isso, a forma de atuar profissionalmente também muda, daí a importância de buscar aprimoramento constante."

Juntamente com o colega de curso Gabriel Pedrosa, Melissa dedicou os intervalos entre as palestras para visitar o estande do BID e dos parceiros do setor privado e conhecer as oportunidade de estágio e de inserção no mercado de trabalho. “Enquanto universitário, precisamos estar ligados nesses eventos. É um momento de interação entre empresas que buscam recrutar novos talentos e estudantes que buscam oportunidades”, avalia Gabriel Pedrosa.

AULA BID

O primeiro eixo temático, denominado Dimensão individual: marcos da vida, foi iniciado com a participação do especialista em proteção social do BID Francisco Ochoa. Em sua fala, o especialista convidou universitários a refletir sobre o que chamou de "os primeiros mil dias que definem toda a vida".  “Estudos revelam que, para cada dólar investido na primeira infância, há um retorno entre 4 e 9 dólares no futuro. Se o Brasil não investir na primeira infância, terá muita dificuldade em concorrer com grandes economias”, explicou.


A proposta do segundo eixo temático foi O indivíduo em seu ambiente: construindo cidades mais justas e mais humanas. “Em apenas 50 anos, o Brasil deixou de ser um continente rural e se tornou um continente urbano. A expectativa é que, em duas décadas, 87% da população brasileira viva nas cidades. O que faremos para assegurar cidades mais humanas?”, instigou Jason Hobbs, especialista em Habitação e Desenvolvimento Urbano do BID, na palestra A cidade integrada.

 

Beto Monteiro
 

 
Para dar conta dos desafios apontados, o terceiro eixo temático tratou sobre o Olhar macro: tendências que estão mudando o mundo. Empreendimento e inovação estiveram entre as abordagens tratadas para as cidades do futuro. Após cada ciclo de palestras, os universitários também tiveram oportunidade de tirar dúvidas e dialogar de perto com os palestrantes.

O vice-presidente de países do BID, Alexandre Rosa, encorajou os universitários a se engajarem em prol do desenvolvimento econômico e social da região. “O universo individual nunca esteve tão conectado à realidade global. Cada estudante conectado a uma rede social é um ator político. Usem esse poder no esforço de fazer da América Latina e do Brasil um lugar muito melhor”, enfatizou o gestor.


ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.