Confira os gabaritos extraoficiais das três etapas do PAS de 2017

Eu, Estudante publica as respostas extraoficiais das provas aplicadas neste domingo (3/12), resolvidas por professores de escolas do DF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/12/2017 22:15 / atualizado em 04/12/2017 18:28

Antonio Cunha/CB/D.A Press
 
A maratona de provas do Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB) acabou e chegou a hora de os estudantes checarem o desempenho. O Eu, Estudante publica gabaritos extraoficiais com as questões resolvidas por professores de diferentes instituições de ensino da cidade. As respostas oficiais preliminares serão publicadas pelo Cebraspe na quarta-feira (6/12).
 
Enquanto isso, os candidatos podem conferir aqui as respostas encontradas pelos docentes e verificar quais questões são passíveis de questionamentos na fase recursal, que começa na quinta (7) e vai até sexta (8). As respostas são referentes a um dos cadernos distribuídos na avaliação. É importante, por isso, fazer a correspondência com as questões do caderno de prova recebido durante o exame.
 
Entre os estudantes que fizeram as provas hoje, o sentimento que ficou era um misto de alívio e receio após cinco horas de exame. Mais de 50 mil alunos compareceram às provas, com abstenção geral de apenas 2,6% dos inscritos. A avaliação dos alunos quanto a dificuldade das provas foi variada, mas houve um consenso quanto ao conteúdo cobrado: estava dentro do esperado. 
 
A estudante Leila Thereza Lima, 17 anos, que fez a terceira etapa do PAS e quer fazer nutrição na UnB, a prova não foi fácil. "Essa última fase me deu uma desanimada, nas etapas passadas, achei mais tranquilo. Matemática e Física estavam com um nível avançado e Geografia cobrou um tema que normalmente não cai no terceiro ano. Mas, em geral, estava dentro do esperado", contou.  

O Correio também procurou professores de diferentes matérias para fazer uma análise mais detalhada dos principais conteúdos. Veja logo após os gabaritos. 
 

Gabaritos extraoficiais


 
Leonardo da Vinci
 
PAS 1 - Subprograma 2017/2019
 
* O gabarito teve uma atualização no item 47, de ARTES VISUAIS, na tarde desta segunda (4/12). A resposta é CERTO
 
PAS 2 - Subprograma 2016/2018 
 
* O gabarito teve uma atualização no item 100, de QUÍMICA, na tarde desta segunda (4/12). A resposta é ERRADO
 
PAS 3 - Subprograma 2015/2017
 
 
Galois 
 
PAS 1 - Subprograma 2017/2019 
 
O gabarito teve uma atualização no item 44, na tarde desta segunda (4/12), com uma correção na RESOLUÇÃO da questão de tipo D

PAS 2 - Subprograma 2016/2018  
 
O gabarito teve uma atualização no item 109, na tarde desta segunda (4/12). A resposta é ERRADO
 
PAS 3 - Subprograma 2015/2017 
 

Comentários das provas 

Sociologia e filosofia


Entre os itens de filosofia, o que chamou a atenção na prova, na avaliação do professor Bruno Borges, foi a cobrança de Nietzsche tanto na prova do primeiro ano - quando o conteúdo programático cobra filósofos clássicos, como Platão e Aristóteles - quanto na terceira etapa. "É como se o Cebraspe sinalizasse que eles não querem um ensino linear da filosofia."

"A sociologia, por sua vez, consolida um aspecto mais interdisicplinar", analisa o professor. Nessa disciplina, os autores não apareciam mais tão marcados. O que se destacou mais uma vez foi o apelo social do PAS. A abordagem de temas recentes, como a intolerância religiosa, por meio da citação do documentário Atlântico Negro - Na Rota dos Orixás.
 

História 

 
Neste ano, o destaque das etapas 1 e 2 foram em temas ligados à escravidão e cultura africana. Na primeira, houve ênfase nas religiões de matrizes africanas, além da escravidão em período de colonização. Também nesta fase foram cobradas questões sobre Grécia Antiga e relação de cidadania e democracia no mundo antigo. No segundo ano, além de temas ligados à história da África, política do embranquecimento e racismo científico do século 19, apareceram itens sobre iluminismo e independência dos Estados Unidos. A etapa 3 teve como foco a Era Vargas, com espaço, também, para comportamentos culturais da década de 1960 e república populista.

O professor de história do Centro Educacional Leonardo da Vinci Djalma Augusto Ferreira Neto observou uma redução no número de itens. "Nas três provas houve menos itens de história em comparação com os anos anteriores. Mas essa variação é própria do Cespe. De modo geral, as provas foram tranquilas, seguindo o conteúdo programático, mas sem grandes interdisciplinaridades com a matéria, uma coisa que precisa ser trabalhada", avaliou. 

Djalma também questionou um dos itens da prova do primeiro ano, que cobrou uma matéria mais avançada. "Foi um problema, porque envolvia conhecimentos de Revolução Francesa, conteúdo do segundo ano. Isso acaba mostrando um distanciamento entre os elaboradores e a matriz", questionou.  

Química


Segundo avaliação do professor de química do colégio Galois Euclides Chacon, em relação aos anos anteriores, o nível de dificuldade aumentou. "A prova exigiu mais dos alunos, mas tudo dentro do conteúdo programático e com um nível de interdisciplinaridade excelente, juntando questões de química com biologia, física e matemática. Isso é importante, porque o candidato tem que saber lidar com esse tipo de exercício", analisou. 

Entre os conteúdos mais presentes na avaliação, Euclides destacou estequiometria e densidade e propriedades físicas dos materiais na primeira etapa; interações intermoleculares na segunda; e biocombustíveis, eletroquímica e termoquímica na última fase.
  

Matemática


As provas das três etapas foram equilibradas quanto à cobrança dos assuntos. No primeiro ano, foram cobradas questões de razão e proporção, geometria espacial das pirâmides, porcentagem e função do 2º grau. Já na etapa dois, o aluno precisava saber sistemas lineares, equações, função exponencial e geometria espacial (com foco em cilindros, cones e esferas). Por fim, a etapa 3 cobrou análise combinatória, probabilidade, números complexos, polinômios, sequências númericas e estatística. 
 
Para o professor e coordenador da área de matemática do Alub Higor Cruzeiro, o aluno que refez provas passadas conseguiu uma boa base. "O PAS é sempre cuidadoso em relação à cobrança de conteúdo. As ideias estavam bem parecidas com as provas anteriores. Como sempre, o exame apresentou questões fáceis, médias e difíceis. Mas, especificamente a prova do 3º ano estava mais fácil, porém longa", avaliou.  
 

Português 

 
O professor Edie Uarlei, também do Galois, disse que o aluno não foi surpreendido com o que encontrou no exame. "Os três anos tiveram níveis adequados e a banca foi muito precisa na cobrança dos conteúdos, com diálogo entre os textos previstos no conteúdo programático e boa conexão com a gramática". 

Obras como Ópera do Malandro, de Chico Buarque, Casa de bonecas, de Henrik Ibsen, e O burrinho pedrês, de Guimarães Rosa, foram cobradas na primeira, segunda e terceira etapas do PAS, consecutivamente.