publicidade

Projetos de pesquisadores do Inpa terão apoio do CNPq

Das 60 propostas apresentadas para avaliação, 14 foram aprovadas. Financiamento estimado é de R$ 11 milhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/12/2013 11:22

Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) foram selecionados para receber apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Serão apoiados projetos que buscam contribuir para o desenvolvimento científico do País, dentro do Programa de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA, na sigla em inglês).

Ao todo, cerca de 60 propostas foram apresentadas para avaliação da Chamada Pública MCTI/CNPq/FNDCT/Ação Transversal nº68/2013, das quais 14 foram aprovadas para financiamento com recursos no valor global estimado de R$ 11 milhões. Desse total de pesquisadores contemplados, quatro são do Inpa, sendo que os demais projetos incluem pesquisadores colaboradores da instituição.

Para o gerente científico do Programa LBA, Laszlo Naggy, a vinda desses recursos é inestimável. “A ênfase, nesta segunda fase do LBA, é a interdisciplinaridade e a integração. A chamada foi feita para projetos inter e multidisciplinares sendo que as propostas aprovadas representam uma ampla variedade de tópicos. O nosso trabalho, agora na direção científica do LBA, é estabelecer uma coordenação e buscar sinergias na implementação dos projetos para que a execução do Plano Científico do LBA possa ser maximizada”, disse o pesquisador.

Beneficiados


Os pesquisadores do Inpa que tiveram suas propostas aprovadas pelo CNPq foram: Rita de Cassia Mesquita, pesquisadora do Projeto Dinâmica Biológica de Fragmentos Florestais (PDBFF): “Como as florestas da Amazônia Central respondem às variações climáticas? Efeitos sobre dinâmica florestal e sinergia com a fragmentação florestal"; Carlos Alberto Nobre Quesada, pesquisador do Laboratório Temático de Solos e Plantas: “Interações biológicas da ciclagem do fósforo em solos da Amazônia”; Maria Tereza Piedade, pesquisadora da Coordenação de Dinâmica Ambiental (CDAM): "Distúrbios hidrológicos na vegetação de florestas alagáveis por rios de água-preta (igapó na Amazônia Central: diferenciando anomalias climáticas de impactos antropogênicos"; e Bruce Ride Forsberg, também do CDAM: “A influência de potenciais mudanças climáticas e no uso da terra sobre a biogeoquímica do carbono e nutrientes nos rios e várzeas da Amazônia Central”.

A chamada pública teve como objetivo apoiar projetos de pesquisa que visem promover o avanço do conhecimento sobre o funcionamento dos ecossistemas da Amazônia e de áreas de transição com o Cerrado; priorizar estudos sobre os impactos de mudanças ambientais nas interações entre biosfera e atmosfera, com ênfase no ciclo do carbono, incluindo a resposta da floresta tropical à elevação da concentração de CO2 atmosférico e associar abordagens observacionais e experimentais com a formação de recursos humanos, além de fortalecer a infraestrutura de pesquisa de forma a contribuir para integração de diferentes componentes de estudos ecossistêmicos.

 

Fonte: Portal Brasil

Tags:

publicidade

publicidade