SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ENSINO »

Há vida após a graduação

Cursos de mestrado e especialização e o famoso MBA oferecem destaque no mercado e mais ferramentas para exercer a profissão. Veja qual é a diferença entre eles

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/08/2014 12:20

 (Janine Moraes/CB/D.A Press ) 

A busca por cursos de especialização após a graduação é uma alternativa para aqueles que pretendem incrementar o currículo e alcançar maior visibilidade. Foi com esse objetivo que o turismólogo Heber Oliveira, 30 anos, optou por um Master in Business Administration (MBA). Atuante na área de marketing e comunicação, ele concluiu o curso em gerenciamento de projetos em 2012. A escolha surgiu da vontade de buscar ferramentas para a atividade que exercia. “Foi um diferencial não apenas para as atividades profissionais. Depois do curso, passei a gerenciar várias etapas da minha vida como um projeto. O conteúdo atendeu minhas expectativas.”

Heber Oliveira não está sozinho entre aqueles que escolheram um curso de MBA para se aperfeiçoar após estarem inseridos no mercado de trabalho. Segundo pesquisa do grupo Gnext Talent realizada entre 89 estudantes que concluíram os cursos de MBA no exterior entre 2012 e 2013, 79% deles possuíam pelo menos cinco anos de experiência de trabalho, sendo que 36% estavam no mercado há mais de sete anos.

Apesar das vantagens oferecidas pela formação, segundo Jorge Duro, autor do livro Mitos corporativos: o que os MBAs não ensinam, os cursos de especialização em MBA não oferecem todas as competências necessárias para altos gestores. “O programa de formação é destinado ao pessoal de média gerência, para a qual são necessários fundamentos básicos de gestão e liderança. Há uma série de outras competências que um alto gestor deve ter, principalmente relacionadas a persuasão, gestão de conflitos e gerenciamento de interesses”, explica. “Essas habilidades não são abordadas, mas podem ser desenvolvidas como competências individuais”, destaca.

Para Duro, “o indivíduo vai tirar melhor proveito de uma especialização em MBA naquele momento em que tiver a perspectiva de ser promovido para um cargo de chefia ou supervisão. Também é vantajoso buscar esse tipo de formação quando o candidato pretende iniciar o próprio negócio”.

Diferenças
Para o superintendente da Fundação Getulio Vargas (FGV) em Brasília, Kleber Pina, os cursos de MBA são voltados para a atuação no mercado, ao contrário de especializações como mestrado e pós-graduação. “Nesses cursos, os conteúdos são apresentados por um viés acadêmico. No MBA, a análise é prática e voltada para o mercado de trabalho. Por esse motivo, o perfil dos professores também é diferente e costumam ser pessoas atuntes na área do curso”, explica.

Após concluir o mestrado em comunicação transcultural, a consultora de projetos Ludhiana Sales, 34 anos, optou por dar início ao curso de MBA em gerenciamento de projetos neste semestre. Segundo ela, a formação será fundamental para o trabalho que realiza, além de contribuir para buscar outros cargos. “Atualmente, atuo dentro de um projeto em um organismo internacional e estou buscando mais recursos para exercer o trabalho. Acredito que vou desenvolver habilidades para utilizar os mecanismos que o mercado oferece e, a partir daí, exercer melhor minhas atividades”, conta.

O coach e coordenador do curso de pós-graduação em gestão de pessoas do Centro Universitário de Brasília (UniCeub), Marcelo Gagliardi, destaca que ter especialização no currículo é um diferencial, mas é preciso estar atento ao momento certo da carreira para fazer a escolha por um MBA. “O mercado é muito receptivo para pessoas com essa formação mas, no momento de uma contratação, também são analisadas competências e habilidades do indivíduo. Para aquelas pessoas que estão inseridas no mercado e que buscam outros cargos, esse tipo de curso de especialização acaba se tornando quase um pré-requisito.”

Feira internacional

Para os interessados em cursar MBA no exterior, a QS TopMBA Tour e a QS World Grad School — as maiores feiras de mestrados internacionais — terão lugar pela primeira vez em Brasília. Na próxima quinta-feira (28), o evento reunirá mais de 10 instituições de ensino que oferecem cursos em diversos países. “Nós planejamos por um longo período adicionar uma terceira cidade para receber o evento, além de São Paulo e Rio de Janeiro. Devido à importância econômica e estatus, Brasília foi a cidade selecionada”, afirmou o gerente de marketing do evento, Leonardo Andrade. Durante a feira, os visitantes poderão participar de painéis de discussão sobre o processo para se candidatar a uma escola internacional e a trabalho no exterior, além de terem a oportunidade de conversar com representantes das escolas internacionais.

Para ler

 (Editora Schwarcz/Reprodução) 


Mitos Corporativos: o que os MBAs não ensinam, de Jorge Duro
Editora Schwarcz
144 páginas
R$ 34,90

Tags:

publicidade

publicidade