publicidade

UFF abre em agosto primeiro curso de mestrado em turismo do Rio de Janeiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/04/2015 12:03 / atualizado em 21/04/2015 12:07

Agência Brasil

A Universidade Federal Fluminense (UFF) abre, em agosto próximo, o primeiro curso de mestrado em turismo do estado do Rio de Janeiro e o segundo da Região Sudeste. De acordo com o diretor da Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF, Marcello Tomé, o primeiro foi o da Universidade de São Paulo (USP).

O projeto acaba de ser aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação.

O edital deverá ser publicado até meados de maio. A primeira turma terá 20 vagas, para as quais a universidade já recebeu demonstrações de interesse de alunos de outras unidades da Federação e também de outros países. A Faculdade de Turismo e Hotelaria foi criada oficialmente em 2013, englobando cursos das duas áreas.

“O Rio de Janeiro tem uma lacuna muito grande em relação à qualificação de mão de obra no turismo, principalmente no nível superior”. Marcello Tomé informou que, em função da criação de faculdades públicas de turismo, como UFF e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), entre outras, houve uma redução do número de cursos de faculdades privadas na área.

Segundo o diretor, há um quantitativo significativo de alunos que estudaram turismo na graduação e não tiveram espaço para o mestrado. “Temos os egressos dos cursos de turismo, que desejam continuar estudando turismo em outro nível, e profissionais dos mais variados cursos, atuantes em suas profissões, querendo pesquisar ou atuar na área de turismo. O Rio de Janeiro tem uma lacuna que começará a ser preenchida com esse curso”.

Tomé salientou que o lançamento do curso de mestrado em turismo é oportuno, porque o Rio de Janeiro vive uma fase especial por causa de megaeventos, como as Olimpíadas, em 2016, e também pelo processo de transformação urbana que a capital fluminense experimenta. As obras em curso na zona portuária, na Praça XV, no centro do Rio de Janeiro, e os novos atrativos culturais, como o Museu de Arte do Rio (MAR) e o Museu do Amanhã, em construção no Pier Mauá, além da melhoria no sistema de transporte, são exemplos do processo de reestruturação urbana.

“O Rio está ganhando cara nova e tende a ficar mais atrativo. É um momento interessante para entender, participar ativamente desse processo e cursar o mestrado. Por isso, a procura tende a ser grande. Já tivemos contatos de possíveis alunos de Portugal, da Espanha e do Peru. Imagina a possibilidade de um aluno entrar no curso agora e fazer o mestrado no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos. É um plus significativo”, argumentou.

O novo mestrado terá o turismo e a sociedade como áreas de concentração. O curso terá duas linhas de pesquisa. Uma delas tratará do planejamento e gestão de turismo, com foco na governança e na gestão do turismo nas esferas privada e pública. A outra engloba turismo, cultura e ambiente e pretende analisar o turismo como fenômeno social e espacial, com seus reflexos nos aspectos cultural e ecológico.

publicidade

publicidade