Pós-graduação

Revistas internacionais abrem espaço para bolsista brasileira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/02/2017 18:49

A pesquisadora brasileira Gislaine Fongaro teve quatro artigos publicados em revistas internacionais consideradas relevantes. Ela concluiu doutorado pelo Programa de Biotecnologia e Biociências da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e passou 11 meses no Instituto Agrario de Castilla y León, na Espanha, com bolsa do Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão vinculado ao Ministério da Educação.

 

A tese de Gislaine teve como base o estudo de patógenos entéricos em dejetos suínos no Brasil. “Em linhas gerais, houve o estudo da produção de biogás, inativação de patógenos entéricos, estabelecimento de metodologias envolvendo biologia molecular, microbiologia, cultura celular e análise de risco microbiológico aplicado no reciclo agrícola seguro de dejetos suínos como fertilizantes”, explica a pesquisadora.

 

O tema trata de importante demanda no Brasil e no mundo no contexto de saúde única, que visa à proteção da saúde humana, animal e ambiental. “É um assunto importantíssimo para a cadeia produtiva nacional, que é a produção de suínos”, ressalta. “A destinação e reciclagem correta de efluentes gerados nessa produção são essenciais para garantir a inocuidade de segurança alimentar, ambiental e da saúde humana e animal.”

 

De acordo com Gislaine, todos os trabalhos publicados e a tese doutoral colaboram para o desenvolvimento desse setor produtivo, com impacto positivo em sustentabilidade e saúde.”

 

Sobre o período na Espanha, Gislaine destaca que além de tudo o que pôde viver e aprender, teve a oportunidade de gerar muitos trabalhos para o Brasil. O período de doutorado-sanduíche no exterior foi de ampliação das linhas de pesquisa e estabelecimento de parcerias. “Foram 11 meses intensos, de muito trabalho, aprendizagem e troca de conhecimento”, diz. “Sou inteiramente grata ao povo brasileiro, por permitir minha formação. A este povo quero retribuir, oferecendo trabalho, moral e ética ao nosso país”, conclui.

 

Mais informações e os artigos de Gislaine na página da Capes na internet.

 

 

 

 

Portal MEC