Hospitais universitários

Unidade da Paraíba participa de mutirão de cirurgias pediátricas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/05/2017 19:05

O Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba (HULW-UFPB) participou no último sábado, 6, do 11º Mutirão Nacional de Cirurgias Pediátricas. A ação foi organizada pela Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica, que escolhe uma data anual para desafogar os hospitais.

 

O mutirão envolveu toda a equipe de enfermagem do bloco cirúrgico, seis anestesistas e seis cirurgiões do HULW. Durante cinco horas, foram utilizadas cinco salas para a realização de cirurgias do tipo hérnia e fimose, procedimentos simples em que não há a necessidade de internação dos pacientes. Além disso, foram agendadas outras 50 cirurgias.

 

“Foi um avanço significativo na fila de espera de crianças que precisavam de uma resolutividade para seus problemas de saúde. Houve todo um envolvimento da equipe para dar uma solução aos nossos usuários do Sistema Único de Saúde”, afirmou o superintendente do hospital, Arnaldo Medeiros.

 

Com a ação, a fila do hospital universitário da UFPB foi reduzida pela metade e o tempo de espera de crianças que ainda não foram atendidas baixou de 180 para 30 dias. Pais e mães ficaram satisfeitos com a chamada antecipada. “A gente já aguardava há bastante tempo e hoje saiu a cirurgia dele”, disse o mecânico Robério Rodrigues, em referência a seu filho.

 

Recepção

O HULW é uma das unidades filiadas à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). No dia do mutirão, houve um evento para recepcionar os pacientes, com a participação da equipe da brinquedoteca do hospital e dos palhaços do grupo Tiquinho de Alegria – projeto de extensão de alunos da UFPB. “Relaxou as crianças tanto quanto a nós [pais] também, pois acho que ficamos mais nervosos do que elas”, disse a dona de casa Josinete Ramos.

 

“Conseguimos reduzir nossa demanda do ambulatório, tirando aquela fila que, desde o ano passado, estava reprimida. Então, o mutirão foi um sucesso, com o envolvimento de toda equipe”, ressaltou a cirurgiã pediátrica e coordenadora do mutirão, Ana Cláudia Penazzi. O mutirão ocorreu simultaneamente em nove estados: Bahia, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

 

Ebserh

Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Ebserh administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

 

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

 

 

Portal MEC