Enem 2017
Apresentado por:

Enem 2017

Mais de três mil pessoas farão a reaplicação do Enem em três estados

Devido à falta de energia nos locais de prova, alunos de Teresina (PI), Olinda (PE) e Uruaçu (GO) fazem as provas em 12 e 13 de dezembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/11/2017 19:58 / atualizado em 13/11/2017 00:27

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 teve sua aplicação concluída neste domingo, 12. No total, 580 participantes foram eliminados; 578 deles por descumprimento do edital e dois por recusa em fazer a coleta do dado biométrico. Somadas às 264 eliminações do primeiro domingo, a aplicação termina com um total de 842 participantes desclassificados, número inferior a outras edições. Foram registradas apenas 158 ocorrências nos dois dias de aplicação, sendo 45 neste domingo e 113 no domingo passado, 5. Os casos não comprometeram a aplicação.  O Enem 2017 teve 6.731.344 inscrições confirmadas.

GABARITO - 2º dia de Enem (matemática e ciências da natureza)

 

Confira o caderno de questões de cor rosa

 

Confira o caderno de questões de cor cinza

 

Confira o caderno de questões de cor azul

 

 

Para o Ministro da Educação, Mendonça Filho, este foi o Enem mais seguro dos últimos anos, com todo planejamento seguido à risca. “Conseguimos alcançar um objetivo geral. Foi um Enem tranquilo, com mais conforto para os estudantes e, finalmente, onde se premia o mérito e o bom desempenho”, afirmou. A presidente do Inep, Maria Inês Fini, também comemorou a realização do Enem nesse novo modelo. “As mudanças foram extremamente positivas. Agradeço o envolvimento de todas as equipes que trabalharam para o sucesso deste Exame”, afirmou. Para aplicar as provas para 6,7 milhões de participantes o Inep mobilizou 600 mil pessoas em todo o país.

Segurança
A parceria do Ministério da Educação (MEC) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) com a Polícia Federal teve, mais uma vez, êxito no monitoramento de quadrilhas dedicadas a fraudar concurso públicos e processos seletivos. A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou a Operação Passe Fácil na manhã deste domingo, com objetivo de coibir fraudes no Enem. Foram 62 mandados, 31 de busca e apreensão e 31 de conduções coercitivas em 13 estados da federação – Pernambuco, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte e São Paulo – além do Distrito Federal.

A operação buscou desvendar e desarticular esquema de candidatos interessados em fraudar o processo a partir da resolução da prova por especialistas em determinadas áreas de conhecimento, chamados de pilotos, que posteriormente repassavam os gabaritos aos candidatos que os contrataram. Os resultados ainda estão sendo computados, mas segundo a Polícia Federal já foi possível colher depoimentos e apreender celulares dos investigados. Foi confirmada a participação de inscritos em fraudes em certames anteriores.

Para reforçar e diversificar as estratégias de segurança, o Enem 2017 estreou a prova personalizada e o uso de detectores de ponto eletrônico, e teve a maior cobertura de detectores de metal desde que o recurso começou a ser usado: 100 participantes por detector. A coleta de dado biométrico completa o esquema. Desde 2016, o MEC, o Inep e a PF atuam juntos, em um trabalho de inteligência a partir dos dados do Inep, enfraquecendo a atuação de criminosos e garantindo a isonomia entre os participantes.

Reaplicação
Pelo menos 3.581 pessoas farão a reaplicação do Enem, nos dias 12 e 13 de dezembro, quando as provas também serão aplicadas para as pessoas privadas de liberdade (PPL). O grau de dificuldade da prova é equivalente. São 3.570 casos de participantes afetados pela interrupção de energia em seus locais de prova, no domingo passado, 5, em Teresina (PI), Olinda (PE) e Uruaçu (GO). Os outros 11 casos foram decisões judiciais para aplicação em classe hospitalar, ou decisões da Comissão de Demandas do Inep para atender participantes que tiveram problemas com identificação ou por não terem solicitado os recursos que necessitavam para fazer a prova.

Neste domingo, as áreas de conhecimento avaliadas foram Matemática e suas tecnologias, e Ciências da Natureza e suas tecnologias. É a primeira vez que as duas áreas são aplicadas no mesmo dia. A nova divisão organiza a demanda cognitiva do participante de maneira mais inteligente e integrada. Neste domingo, os participantes tiveram 4 horas e 30 minutos para resolver 90 questões objetivas. Participantes com direito a tempo adicional e os surdos e deficientes que escolheram o recurso de Videoprova Traduzida em Língua Brasileira de Sinais (Libras) tiveram uma e duas horas a mais, respectivamente, para encerrar o Exame.

Abstenções
Do total de 6.731.344 inscritos para o Enem 2017, 68% compareceram. A abstenção foi de 32% neste segundo domingo e de 29,8%, no primeiro. A queda na taxa de abstenção do primeiro dia está relacionada à apuração final das folhas de presença, só possível ao longo da semana. A taxa de abstenção do segundo dia também deve ser tratada como dado preliminar, podendo mudar após a apuração final das folhas de presença.

A ausência em 2017 terá impacto em edições futuras do Enem. Os participantes que tiveram isenção do pagamento da taxa de inscrição este ano e não compareceram para as provas precisam justificar a ausência com um documento oficial. A justificativa será realizada no período de inscrições de 2018. Quem não tiver justificativa para a ausência e se enquadrar nos critérios de isenção não terá direito ao benefício no futuro. A exceção são os concluintes do Ensino  Médio  na rede pública, automaticamente isentos. A regra, anunciada no início de 2017, juntamente às outras mudanças do Enem, é uma das medidas do MEC e do Inep para reduzir o prejuízo aos cofres públicos com a ausência de participantes.

Novidades – O Enem 2017 é o primeiro a ser aplicado em dois domingos consecutivos, como escolhido pela maioria dos que responderam à Consulta Pública promovida em janeiro. A mudança na ordem das áreas de conhecimento, as regras para isenção e justificativa de ausência, a  solicitação de tempo adicional na inscrição, a declaração de comparecimento impressa pelo participante, as provas personalizadas e o detector de ponto eletrônico são outras novidades. O Exame deste ano também marca o fim do Atendimento Específico para Sabatistas, da Certificação do Ensino Médio e da divulgação do “Enem por Escola”. Também são novos o  Atendimento Específico para Outra Condição Especial e a Vídeoprova Traduzida em Libras.

 

Clique aqui para acessar a apresentação da coletiva