SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EDUCAÇÃO »

Atualidades na ponta da língua

Com a ajuda de especialistas, o Correio elenca conteúdos que ganharam o noticiário de todo o país e podem ser cobrados no Enem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2014 09:15 / atualizado em 26/09/2014 12:52

Ariano Suassuna, dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta: o brasileiro, autor da peça Auto da Compadecida, morreu em julho deste ano e poderá ser homenageado na prova (Alexandre Nóbrega/Divulgação) 
Ariano Suassuna, dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta: o brasileiro, autor da peça Auto da Compadecida, morreu em julho deste ano e poderá ser homenageado na prova

A menos de dois meses do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Correio Braziliense procurou professores de diferentes cursos preparatórios para saber quais temas da atualidade devem ganhar atenção dobrada na reta final de estudos. Os assuntos apontados pelos especialistas merecem reflexão. Muitos foram — e ainda estão em destaque na mídia— e seguem como apostas para a prova deste ano. Como explica Arthur Benny, professor e coordenador do pré-vestibular do Sistema Educacional Brasileiro Dínatos COC, o Enem é uma prova mais democrática. “As atualidades são cobradas de forma contextualizada porque existe a consciência de que as pessoas no país não têm acesso às informações no mesmo nível”, comenta.

Arthur Benny observa que os temas exigidos estarão relacionados a problemas práticos do dia a dia. A importância de prestar atenção aos noticiários não está somente nas questões de humanidades, como muitos imaginam. A escassez de água em São Paulo, por exemplo, poderia ser relacionada com conteúdos de economia doméstica e abordada em matemática, por meio do cálculo de quantos litros de água são gastos em um único banho. Ademar Celodônio, diretor de ensino do Colégio Ari de Sá, de Fortaleza, esclarece que, desde a reformulação do exame, em 2009, o Enem tende a lidar com assuntos recorrentes nas páginas dos jornais, como a preservação do meio ambiente, o uso consciente da água e os conflitos políticos há muito tempo estabelecidos.

Apesar disso, é importante entender que a prova não é factual. Segundo Ademar, dificilmente a contextualização do conteúdo será feita a partir do que ocorreu até quatro meses antes do exame. “É possível alguma questão abordar a guerra entre Israel e Hamas, mas dificilmente será citada a morte do jornalista James Foley, divulgada recentemente. Isso porque os cadernos de provas do Enem são montados e impressos em julho e agosto, o que impossibilitaria incluir uma citação do episódio”, completa. O diretor explica, no entanto, que se manter antenado às atualidades, mesmo depois desse período, é importante na hora de construir argumentos para a redação. Estar informado sobre o assunto pode permitir uma leitura mais ágil dos textos bases ou mesmo dos longos enunciados que introduzem as questões e, assim, garantir preciosos minutos a mais.

Redação
Para Fabiana Sales Freitas, professora de redação e literatura do Grupo Alub, as questões atuais também pautam o tema do texto dissertativo da prova. É exigida de quem faz a prova uma postura crítica em relação aos problemas sociais que têm importância nacional. “A grande preocupação são os fatores que interferem politicamente e interessam a sociedade hoje”, avalia. “Por ser ano de eleição, é possível que o processo eleitoral — como o conceito do voto nulo — ou a relação com a manutenção da democracia seja pauta da exigência”, exemplifica Ademar Celodônio, do Colégio Ari de Sá. Fabiana conta que um bom exercício é ler o noticiário e pensar em soluções e melhorias para as dificuldades e conflitos da sociedade. Ela explica que um quinto da nota de toda a prova de redação — ou seja, 200 pontos — avalia justamente isso: a proposta de intervenção no problema apresentado. Fabiana dá outra dica valiosa: “Ao se deparar com os textos na prova, é importante ler primeiro a data em que foram escritos ou publicados. O ideal é entender cada um deles a partir do contexto histórico”.
 

As maiores apostas / Confira comentários de professores sobre temas com grandes chances de caírem no Enem

Crise hídrica

Além das questões de economia doméstica, que podem aparecer na prova de exatas, a crise no abastecimento de água no país é aposta para a redação deste ano. A professora Fabiana Sales Freitas diz que é importante pensar no desperdício do recurso não só como consequência de falta de conscientização individual, mas também como resultado de problemas estruturais (como o processo de saneamento básico, por exemplo). Vale ficar atento ainda aos fatores socioeconômicos que interferem na distribuição de água no Brasil e na quantidade consumida pelas indústrias e pela agropecuária. (Confira o que foi publicado sobre o assunto.)

A guerra pelo uso da água

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/06/AXX11-0604.pdf

Vidas secas

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/05/15/EXX01-1505.pdf

Cantareira mais seco

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/11/AXX05-1107.pdf

O apagão ressuscita o risco de racionamento

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/02/05/AXX08-0502.pdf

Política e eleições

Por ser ano de eleições, as questões de política devem ganhar destaque nesta edição do Enem. Para Fabiana, temas de corrupção eleitoral, como a compra de votos, terão grande importância. "É interessante perceber a compra de votos não só como um problema relacionado ao político, mas também ao cidadão, que, com essa atitude, se beneficia com favorecimentos pessoais."Vale prestar atenção também à Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar nº 135/2010), que, pela primeira vez, será aplicada em eleições gerais. Ela foi sancionada em 4 de junho de 2010 e prevê 14 hipóteses de inelegibilidade que impedem a candidatura de políticos, como a de quem teve o mandato cassado, de condenados em processos criminais por um órgão colegiado ou de quem renunciou a seu mandato para evitar um possível processo de cassação. A punição prevista na lei é de oito anos de afastamento das urnas como candidato. Outro tópico que pode ser abordado é a implementação do voto biométrico, que proporcionará a mais de 22 milhões de eleitores a identificação a partir das digitais, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Copa do Mundo e Olimpíadas no Brasil

Fabiana Sales Freitas acredita que a Copa do Mundo pode aparecer relacionada, entre os vários assuntos possíveis, a alguma questão que envolva o problema do tráfego aéreo no país. O assunto foi muito discutido desde o anúncio do Brasil como sede do mundial e das propostas governamentais para a reforma de aeroportos. A professora explica que, com a diminuição do valor das passagens, mais pessoas têm, hoje, acesso ao avião como meio de transporte. Vale pensar se já há infraestrutura suficiente para receber esse contingente, por exemplo. O professor de história Arthur Benny aposta ainda em questões que apontem as Olimpíadas de 2016 atreladas ao surgimento da democracia na Grécia Antiga ou itens que falem da importância que o Brasil vem assumido internacionalmente ao receber eventos desse porte.

Copa do mundo no Brasil

 

100 dias para a copa

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/06/AXX06-0604.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/04/EXX02-0403.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/04/EXX03-0403.pdf

Comparativo 1950x2014

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/05/26/EXX04-2605.pdf

Guia da copa do mundo

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX01-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX02-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX03-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX04-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX06-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX07-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX08-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX10-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX11-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX16-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX17-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX18-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX19-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX20-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX21-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX22-0806.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/ZXX23-0806.pdf

A copa no gogó

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/12/CXX01-1206.pdf (temas da copa de 1930 até 2014)

Vestindo a camisa

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/10/EXX08-1006.pdf (evolução da camisa canarinho)

Evolução da redonda

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/09/EXX05-0906.pdf (evolução da bola nas copas do mundo)

Chute revolucionário

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/08/AXX20-0806.pdf

Desânimo no pais da copa

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/05/27/AXX03-2705.pdf (manifestações contrarias a copa)

 

Olimpíadas no Brasil

 

Agora, a olimpíada.

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/15/EXX08-1507.pdf

Jeitinho 2.0

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/05/eXX01-0508.pdf (dois anos para o evento)

Nem tapume tem

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/07/EXX06-0708.pdf

Medalha distante

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/22/EXX06-2208.pdf

São 25 copas até o fim do ano

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/20/EXX07-2007.pdf

Medalha distante

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/22/EXX06-2208.pdf

Militares serão um quarto da delegação

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/09/07/EXX07-0709.pdf

Penetras olímpicos

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/31/EXX07-3108.pdf

 


De olho / Fique por dentro de outras atualidades essenciais para o Enem

50 anos do Golpe Militar de 1964

Influenciados pelo descontentamento de diversos setores da sociedade com as políticas econômicas e sociais de lideranças civis, bem como o temor da influência comunista fortalecida pela Guerra Fria, os militares brasileiros tomaram o poder em 31 de março de 1964. Outro fator que favoreceu o golpe remete à fragilidade das instituições democráticas em atividade na época. Marcado pelo cerceamento das liberdades civis, o radicalismo social e ultranacionalista, esse modelo de governo teve fim em 1983, após anos de conflito com opositores do regime. (A série especial À sombra dos quepes produzida pelo Correio reuniu informações detalhadas sobre os principais fatos e personagens da ditadura civil-militar instaurada no Brasil em 1964 e encerrada em 1985. O material produzidovocê encontra aqui.)

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/13/AXX08-1303.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/22/AXX05-2203.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/23/AXX01-2303.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/23/AXX02-2303.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/23/AXX04-2303.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/23/AXX05-2303.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/23/AXX21-2303.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/23/AXX22-2303.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/24/AXX02-2403.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/24/AXX03-2403.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/25/AXX05-2503.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/29/AXX06-2903.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/30/AXX02-3003.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/30/AXX04-3003.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/30/AXX05-3003.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/30/AXX06-3003.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/31/AXX02-3103.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/31/AXX04-3103.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/31/CXX01-3103.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/03/31/EXX05-3103.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/AXX01-0104.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/AXX02-0104.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/AXX03-0104.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/AXX04-0104.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/AXX05-0104.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/AXX06-0104.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/EXX04-0104.pdf

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/06/AXX06-0604.pdf

Crise na Ucrânia

O conflito na Ucrânia é originado por dois fatores: um étnico e outro geoestratégico. No primeiro caso, a disputa é causada pelo fato de boa parte da população do leste do país considerar-se russa e querer incorporar o território em questão ao país vizinho. Isso ocorre porque aquela região pertenceu, por muito tempo, à União Soviética. A região também se destaca por abrigar uma importante estrutura de transporte de petróleo e gás, o que desperta o interesse da Rússia em dominar a área. (Veja aqui as matérias publicadas pelo Correio sobre o tema.)

Mais perto de Putin

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/29/AXX17-2904.pdf

Ensaio ao diálogo

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/06/07/AXX14-0706.pdf

Presente da Otan

 http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/09/05/AXX12-0509.pdf

 Kiev denuncia invasão Russa

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/23/AXX17-2308.pdf

Moscou reduz tropa na fronteira

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/04/01/AXX19-0104.pdf

Rebeldes tinham míssil

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/24/AXX17-2407.pdf

ONU exige punição

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/22/AXX13-2207.pdf

Investigação dificultada

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/20/AXX18-2007.pdf

Míssil explodiu avião, dizem EUA

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/18/AXX12-1807.pdf

Mais pressão sobre a Rússia

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/20/AXX16-2007.pdf

Conflito Israel-Palestina

O conflito étnico/religioso entre palestinos e israelenses, acirrado no século 20 após a Segunda Guerra Mundial, ocorre pelo anseio de facções árabes pelo reconhecimento de um estado palestino. Além da violência utilizada por ambas as partes, envolvendo, inclusive, a morte de muitos civis, a cultura da intolerância entre os dois povos é característica forte do embate. (Acesse as matérias que foram produzidas pelo Correio.)

Conflito Israel x Palestina

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/19/AXX15-1907.pdf

Trégua Ilimitada

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/27/AXX12-2708.pdf

residências na mira

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/24/AXX18-2408.pdf

O preço da traição

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/23/AXX16-2308.pdf

Hamas sofre golpe

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/22/AXX12-2208.pdf

de volta a estaca zero

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/20/AXX14-2008.pdf

Soldados da resistência

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/10/AXX14-1008.pdf

Diplomacia em ruínas

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/02/AXX12-0208.pdf

Israel contra a parede

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/01/AXX12-0108.pdf

Israel sob fogo amigo

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/31/AXX12-3107.pdf

A trégua caiu por terra

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/28/AXX10-2807.pdf

Inocentes na linha de fogo

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/27/AXX12-2707.pdf

Confronto diplomático

http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/25/AXX12-2507.pdf

Cem anos da Primeira Guerra Mundial

Com início em 1914, a Primeira Guerra Mundial teve como causa o rompimento das tensões políticas e econômicas entre as grandes potências europeias da época. O estopim do conflito veio com a declaração de guerra pelo Império Austro-Húngaro à Sérvia, país de origem do militante nacionalista que assassinou o herdeiro do trono austro-húngaro, arquiduque Francisco Ferdinando. Conhecido como a Mãe de Todas as Guerras, o episódio influenciou importantes mudanças na estrutura social do mundo, como o fortalecimento da participação das mulheres no mercado de trabalho (visto que os homens estavam ocupados nos fronts) e o aprofundamento de conflitos étnicos (causa de boa parte das guerras do século 20). (O Correio publicou este ano reportagens especiais sobre o contenário da 1ª G.M. Confira aqui. http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/28/AXX11-2807.pdf / http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/06/AXX12-0607.pdf / http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/07/14/AXX10-1407.pdf)

Fonte: Carlos David, professor de história do Sistema Ari de Sá de Ensino

Mais temas para ficar por dentro

450 anos do nascimento do poeta e dramaturgo inglês William Shakespeare, autor de tragédias como Romeu e Julieta e Hamlet

60 anos da morte de Getúlio Vargas. O presidente, em 24 de agosto de 1954, corria o risco de deposição do poder e preferiu suicidar-se com um tiro no peito. (O especial completo feito pelo Correio sobre a morte do presidente você encontra aqui. http://buscacb2.correioweb.com.br/correio/2014/08/23/AXX06-2308.pdf)

A luta pelos direitos dos negros nos Estados Unidos e os 50 anos da Lei dos Direitos Civis de 1964. A lei antissegregação foi assinada pelo presidente Lyndon Johnson e é um marco na história do país. O professor Arthur Benny avalia que vale a pena, ainda, prestar atenção aos discursos dos ativistas Malcom X e Martin Luther King e aos recentes episódios de racismo no Brasil.

30 anos das Diretas Já, movimento popular que tomou as ruas em 1984 em prol da democracia e das eleições diretas.

25 anos da queda do Muro de Berlim. Maior símbolo entre entre a sepração do mundo ocidental e oriental, o muro construído na capital alemã foi derrubado em 9 de novembro de 1989.

Ariano Suassuna, dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta, o brasileiro autor da peça Auto da Compadecida, morreu em julho deste ano e poderá ser homenageado na prova.

 

Leia mais!

No site do Eu, Estudante separamos as matérias publicadas pelo Correio sobre as apostas dos professores para a prova. Confira em www.correiobraziliense.com.br/euestudante/. 
Tags:

publicidade

publicidade