SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Tecnologia facilita estudo

Plataforma de aprendizagem on-line baseada no sistema de correção do Enem, o Geekie Games é uma boa alternativa para intensificar o desempenho na reta final e fazer simulados que reproduzem o modo de correção do exame nacional

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2014 11:57 / atualizado em 20/10/2014 12:15

Kelsiane Nunes /Especial para o Correio

Minervino Junior/CB/D.A Press
Faltando pouco mais de um mês para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será aplicado em todo o país em 8 e 9 de novembro, a plataforma de estudos on-line Geekie Games é uma alternativa para turbinar a rotina de estudos. O sistema gratuito foi lançado em 2013, com o apoio do Instituto Nacional de Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), e tem por objetivo ajudar os interessados em prestar o Enem e também auxiliar professores na preparação de alunos para o exame.

O Geekie Games oferece simulados, exercícios, videoaulas e avaliações adaptadas. A autoria do sistema é da startup Geekie, empresa de aprendizagem adaptativa. A plataforma funciona como direcionador de estudos. Assim que o aluno cria uma conta, precisa realizar um teste diagnóstico, que aborda as disciplinas do Enem. A partir das falhas apresentadas, o mecanismo oferece um roteiro de estudos para suprir a defasagem. Depois de cumprir o primeiro programa de estudos, o aluno faz outro teste para verificar se melhorou. À medida que apresentar avanços, o aluno recebe novos esquemas de estudos. A plataforma pode ser utilizada de forma individual ou vinculada a instituições de ensino (veja quadro)

No ano passado, o Geekie Games foi acessado por um milhão de alunos de escolas públicas. Segundo informações dos organizadores da ferramenta, a meta deste ano é ter 3 milhões de estudantes cadastrados. Atualmente 10 mil professores recebem relatórios semanais com o desempenho de seus alunos.

Depois de cursar cinco semestres de direito no Centro Universitário de Brasília (UniCeub), Tâmara Guedes, 21 anos, descobriu que deseja estudar psicologia. Para relembrar as disciplinas do ensino médio, ela recorreu ao Geekie Games. A plataforma é uma grande aliada, especialmente porque Tâmara dispõe de pouco tempo para estudar, já que ainda faz estágio e não abandonou a graduação em direito. “Adorei a proposta. Eles sugerem um enfoque nos conteúdos em que tenho mais falhas e, na medida em que vou melhorando, posso fazer uma prova para chegar a um novo esquema de estudos no site”, conta.

Assim como Tâmara, Lara Cleysla Abreu, 21 anos, acessa o Geekie Games de forma independente. Ela saiu do ensino médio há dois anos. Nesse período, iniciou uma faculdade de nutrição, mas abandonou para tentar ingressar em arquitetura, por meio do Sisu ou do Prouni. Da ferramenta, Lara destaca os simulados. “Gostei muito da plataforma, principalmente do simulado que você pode fazer quando tiver mais disponibilidade de tempo”, opina. Ela acredita que o dispositivo pode auxiliar a se organizar até as provas. “Vai me ajudar para me organizar a estudar, porque faz dois anos que saí do ensino médio; então, perdi o ritmo de estudo”, completa.

O professor de biologia Danilo Augusto Silvio, do Centro Educacional nº 1 do Cruzeiro, planeja direcionar os estudos dos alunos do 3º ano para o exame e pretende utilizar a plataforma para auxiliar no planejamento das aulas. “É uma boa ferramenta porque ajuda a contextualizar o conteúdo e adaptá-lo à realidade das provas do Enem”, afirma. Ele conheceu o site por meio de uma amiga e agora planeja utilizá-lo com os alunos. “Preciso pensar direito como vou sistematizar isso, já que é preciso que os alunos tenham acesso à internet para utilizar a plataforma e não tenho certeza se todos têm essa possibilidade”, explica.

Aliado na escola

A rede educacional Alub adotou a plataforma Geekie Test — direcionada ao acompanhamento do desempenho de alunos em avaliações do ensino médio — em 2013, quando a ferramenta passou a fazer parte das provas dos estudantes. Segundo o coordenador das turmas de 3° ano e professor de física, Carlos Fernando Pachoal, a partir do próximo mês, os alunos começarão a fazer também os simulados relacionados ao Enem e disponibilizados pelo Geekie Games. “A principal vantagem é a viabilidade de ensino adaptado”, percebe. “É uma ferramenta que aumenta a tranquilidade de trabalhar com o aluno o ponto-chave, ou seja, a maior dificuldade dele. Com a plataforma, consigo desenvolver exercícios de forma personalizada para cada turma”, comemora.

Minervino Junior/CB/D.A Press
Pachoal ressalta que, para que o Geekie Games seja bem aproveitado, o aluno não pode se esquecer das formas tradicionais de estudo. “É preciso utilizar a plataforma como uma maneira de sanar as dúvidas, associando-a ao estudo externo, com livros e provas anteriores”, afirma.

Alunas do 3º ano do ensino médio, Sarah Gomes, 18 anos, e Maria Clara Rodrigues, 17, já acessaram a plataforma. “No site, consigo otimizar meus estudos na área da matemática, em que tenho mais dificuldade e que preciso estudar mais”, conta Sarah, que almeja uma vaga em medicina em qualquer universidade pública. Maria Clara quer cursar história e acredita que a ferramenta pode melhorar seu desempenho nos estudos. “Apesar de me dedicar mais ao Programa de Avaliação Seriada, da Universidade de Brasília (PAS/UnB), acho que o Geekie Games pode me manter focada em conteúdos do Enem”, afirma.

Adaptação

Segundo a gerente de Marketing da empresa Geekie, Fernanda Barbosa, “o roteiro de estudos é composto por videoaulas e exercícios básicos para o entendimento daquele assunto que o usuário não domina até assuntos mais complexos”. Fernanda explica que o plano de estudos é dinâmico. “De acordo com as aulas assistidas, exercícios e avaliações diagnósticas realizadas pelo usuário, a plataforma oferece outros exercícios para suprir as dificuldades apresentadas”, explica.

A plataforma oferece quatro simulados que são corrigidos pelo mesmo método utilizado para a correção do Enem, a Teoria de Resposta ao Item (TRI). “A Geekie implementou processo que garante que as nossas questões respondam aos parâmetros estabelecidos pela TRI. Dessa forma, a nota que o aluno obtém em nossos simulados pode ser comparada a que ele de fato tiraria no Enem”, esclarece.

Acesse!

A plataforma Geekie Games pode ser acessada pelo site www.geekiegames.com.br de três formas diferentes. Alunos da rede pública ou particular podem acessar vinculados às instituições de ensino, enquanto candidatos não matriculados no ensino médio ou que não estudam em escolas vinculadas conseguem acessar de forma independente.

Escolas públicas
As escolas podem oferecer a ferramenta aos alunos por meio de acordos gratuitos feitos com as secretarias de Educação. A parceria entre secretaria e empresa possibilita aos professores o acesso à plataforma para acompanhar, em tempo real, o desempenho dos alunos. Atualmente, 20 secretarias estaduais estão vinculadas à plataforma. A Secretaria de Educação do Distrito Federal ainda não aderiu ao site.

Escolas particulares
As escolas particulares também têm de se associar à empresa Geekie para possibilitar aos professores e à coordenação o acesso ao acompanhamento dos alunos. Diferentemente do que ocorre na rede pública, as parcerias com instituições particulares têm custo.

Candidato individual
O Geekie Games pode ser utilizado de forma gratuita por qualquer pessoa. Basta acessar o site e fazer o cadastro. Os cadastrados têm acesso a todos os conteúdos da plataforma, como videoaulas, exercícios, simulados e acompanhamento de desempenho.

Ideia premiada
O cofundador da empresa Geekie, Claudio Sassaki, recebeu, no mês passado, o prêmio Educador Inventor, concedido pela Associação Cidade Escola Aprendiz. A premiação contempla pessoas que se destacam durante o ano por sugerir medidas inovadoras na área da educação.

De olho no resultado!

Aqueles que fizeram o simulado on-line do Correio já podem conferir a lista de classificação e o boletim de desempenho no site www.simuladocb.com.br utilizando login e senha. Caso haja divergência em relação à correção, os recursos podem ser interpostos a partir das 10h desta segunda-feira até as 14h de terça-feira (21). Na próxima sexta-feira (24), será divulgado o gabarito oficial no próprio site do simulado.
Tags:

publicidade

publicidade