SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ENEM »

Tic-tac: olho no cronômetro

Confira as dicas para não perder tempo nos dois dias de provas do Exame Nacional do Ensino Médio. Especialistas acreditam que até alguns minutos para descanso durante as questões são importantes para ter um desempenho melhor. Também é essencial aproveitar todo o período

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2014 11:18 / atualizado em 07/11/2014 11:39

Manoela Alcântara

Vou revezar entre uma matéria e outra para não cansar do conteúdo. Guardo 30 minutos para o cartão de respostas e um tempo para passar a redação a limpo%u201D Júlia de Moraes Elias, estudante (Minervino Junior/CB/D.A Press) 
Vou revezar entre uma matéria e outra para não cansar do conteúdo. Guardo 30 minutos para o cartão de respostas e um tempo para passar a redação a limpoJúlia de Moraes Elias, estudante

Para vencer a maratona de 180 questões objetivas e uma redação em dois dias, os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) precisam ir muito além do conhecimento dos conteúdos. Ter as matérias na ponta da língua é somente o primeiro passo para alcançar uma vaga no ensino superior. Tão importante quanto estar preparado é saber administrar o tempo para responder os itens, neste fim de semana. Em média, são três minutos para resolver cada problema. Especialistas ouvidos pelo Correio dão dicas de como conseguir conciliar nervosismo, ansiedade, sem perder a praticidade para concluir toda a prova, preencher o gabarito, sem errar questões fáceis e perder pontos importantes.


Amanhã, começa a corrida. Os portões abrem ao meio-dia e o certame terá início às 13h. Serão 90 questões nas áreas de ciências humanas e suas tecnologias, que correspondem às matérias de história, geografia, filosofia e sociologia e de ciências da natureza e suas tecnologias, o equivalente a química, física e biologia. Os candidatos terão 4 horas e 30 minutos para responder todos os itens e preencher o gabarito.

Duas leituras
O professor de sociologia e coordenador do serviço de orientação ao vestibulando do Leonardo da Vinci, Bruno Borges, indica que o participante faça duas leituras do item para identificar se é fácil ou difícil. Se ele perceber que vai perder muito tempo em uma questão, deve partir para outra mais fácil e deixar a difícil para depois. “Esta prova está numa régua: 25% das questões são fáceis; 50% medianas; e 25% difíceis. Se a pessoa erra um item fácil e um mediano, vai ter peso menor nos difíceis. A correção é feita por uma coerência”, lembra o docente.


A prova do Enem é corrigida pelo sistema de Teoria de Resposta ao Item (TRI). Ele leva em conta um padrão de acertos. Se o candidato erra um item fácil, por exemplo, e acerta um difícil, a nota dele pode ser menor. Por isso, não vale a pena deixar de fazer um item que é certeza de se acertar para perder tempo em outro com chance grande de errar. Mas se lembre: no Enem, uma questão errada não anula uma certa.

Descanso
O diretor da Rede Alub e especialista em Educação, Alexandre Crispi, acrescenta que a previsão de um tempo para descansar a mente também é necessário. “A cada duas horas, o candidato deve levantar da cadeira, pedir para ir ao banheiro e tomar água. Parar um pouco ajuda a retomar a concentração, dá um novo ânimo”, afirma. Além disso, os lanches durante o exame são essenciais para evitar a fadiga, o nervosismo, a tremedeira e até o sono excessivo. “Para manter uma boa administração do tempo, a glicemia deve estar nos níveis ideais. Comer, a cada duas horas, lanches fáceis, garantirá um bom rendimento ao candidato”, afirma.


Para o especialista, manter a estratégia correta durante as provas pode aumentar a nota do participante em até 20%. A estudante do 3º ano do ensino médio Júlia de Moraes Elias, 18 anos, acredita que todo o treinamento e a estratégia que vai adotar neste fim de semana a ajudarão a alcançar a aprovação no curso de comunicação social, na Universidade de Brasília (UnB). “Eu farei duas pausas para ir ao banheiro e beber água. Vou pular as questões mais difíceis e voltar nelas depois”, conta.


A mesma estratégia foi utilizada no ano passado, quando Júlia fez o Enem para testar os conhecimentos. “Até sobrou tempo”, diz. No segundo dia, quando as questões objetivas são aliadas à redação, a participante optou em fazer o rascunho do texto antes de iniciar a prova. Agora, fará o mesmo e depois passará para o teste de matemática e das outras matérias. “Vou revezar entre uma matéria e outra para não cansar do conteúdo. Guardo 30 minutos para o cartão de respostas e um tempo para passar a redação a limpo”, conta.

 

Respostas on-line

No endereço eletrônico http://portal.inep.gov.br/enem, os participantes do exame poderão encontrar os gabaritos das provas objetivas até o terceiro dia útil seguinte ao da última prova, ou seja, em 12 de novembro. Para acessar os resultados do Enem deste ano — em data que ainda será divulgada pelo MEC —, os alunos devem ter em mãos o número de inscrição e senha ou CPF e senha.

Atenção até o último minuto


 

No domingo, os mais de 8,7 milhões de inscritos em todo o país farão 90 questões de linguagens, códigos e suas tecnologias, de matemática e suas tecnologias, além da redação. Será necessário escrever um texto coeso, coerente, embasado, com bom português e uma proposta de intervenção sobre temas sociais, políticos ou culturais e, ao mesmo tempo, concluir os itens de múltipla escolha. Tudo em cinco horas e meia.


Para o professor Alexandre Crispi, a redação deve ser feita em uma hora, contando rascunho e texto definitivo. A escolha do momento para fazer a dissertação depende do candidato. “Se puder escolher, faça no início ou no meio. No fim da prova, ele estará muito cansado. Isso é pessoal. O que não pode é fazê-la com pressa, faltando poucos minutos para o tempo estourar”, alerta.


Uma das dicas de Crispi é permanecer na sala de aplicação do teste até o último minuto. “Sair uma hora antes é um erro grave. Ele pode perder até 200 pontos por falta de revisão. Aproveite esse último momento para ter certeza do que vai marcar. São três minutos para cada questão: se a pessoa sai uma hora antes, deixou de revisar, repensar, pelo menos 20”, completa.
As provas do Enem serão aplicadas em todas as unidades da Federação. Os locais previstos para cada participante estão no Cartão de Confirmação de Inscrição e na página do Enem na internet: http://sistemasenem2.inep.gov.br/localdeprova.

 

Tags:

publicidade

publicidade